-   -  Sunday 19th of May 2019 -  www.kaluach.org

Quem esta on-line

Nós temos 14 visitantes online

Facebook Friends

Connect with Facebook
Home BRashert Chega de solidão! Ensinamentos de Rabi Nachman de Breslav
Adicione no Facebook Adicione no MySpace Siganos no Twitter Veja os videos no Youtube
Chega de solidão! Ensinamentos de Rabi Nachman de Breslav PDF Imprimir E-mail
Escrito por Paulinho Rosenbaum   
Ter, 04 de Novembro de 2008 22:18
AddThis Social Bookmark Button

CHEGA DE SOLIDÃO

Para quem experimenta dificuldade em encontrar sua alma-metade, Rabi Nachman de Breslav recomenda recitar os seguintes Salmos como um ótimo remédio (Ticún):  16 – 32 – 41 – 42 – 59 – 77 - 90 – 105 – 137 – 150


Meus queridos e minhas queridas! Nada é mais oculto dos olhos do homem que encontrar um (a) esposo (a). Mas não se desespere por ainda não haver encontrado seu companheiro de matrimonio. Não permita que coisa alguma destrua seu espírito, pois encontrar nossa cara metade depende única e exclusivamente de D-us e de modo algum depende dos seres humanos. Lembre-se que o Altíssimo tem muitos modos de fazer Sua vontade prevalecer.

Por isto, apele a D-us todos os dias para que você encontre teu verdadeiro par – e não, D-us o livre, a pessoa errada.

Fale muito com D-us. Rabi Nachman de Breslav disse: “Quando uma pessoa apela a D-us diariamente pedindo compaixão, ela consegue encontrar seu par apropriado” (Sêfer Hamidot – Compaixão 11). E também: “Quando o judeu ora, causa uma união mística do Santíssimo e de Sua Presença; por conseguinte, alcança o mérito de encontrar sua companheira” (Licutê Moharan 9).

Por isto, reze a D-us todos os dias com suas próprias palavras. Rogue por Sua compaixão. Peça a Ele, citando as razões para o seu pedido e pedindo a Ele que lhe encontre uma esposa. Então você verá verdadeiros milagres e será realmente auxiliado.

[Nota do tradutor: tudo o que está sendo dito em linguagem masculina vale também para o feminino]


Meus queridos e minhas queridas! Creiam completamente em D-us. Saibam que encontrar um companheiro depende unicamente de D-us e não dos seres humanos. Ajam de acordo com a tradição judaica. Contudo, não permitam que os outros te assustem dizendo que encontrar o teu par dependa que te apresentem alguém, ou que vá encontrá-lo num local específico, de uma forma específica, ou vestindo-se desta ou daquela maneira.

Tudo isto não passam de fantasias que só fazem confundir tua mente e baixar os ânimos. Nossos rabinos dizem claramente: “Vemos em três sessões da Torá escrita – ou seja, no Pentateuco, nos Profetas e na Hagiografia, que o homem só encontra sua mulher por meio de D-us. O Pentateuco diz: ‘Labão e Betuel responderam:” "Este assunto - (o casamento de Isaac e Rebeca) vem de D-us"' (Gen. 24). Nos profetas está escrito: 'Nem o pai e nem a mãe (de Sansão) sabiam que (seu casamento) vinha de D-us (Juízes. 14). Na Hagiografia encontramos: 'A casa e a fortuna são herdadas da família; mas uma esposa sábia é um presente de D-us (Prov. 19)" (Moêd Catan 18b).

Todas as três sessões da Torá escrita provam que os matrimônios são arranjados única e exclusivamente por D-us, e não por agentes.


Meus queridos filhos e filhas! Sejam fortes e corajosos. Mesmo se estiverem encontrando dificuldades em encontrar seu par, não desanimem.

D-us está atento a você. Se Ele ainda não trouxe o teu par, há um motivo profundo para isto. Talvez tua pretendida ainda seja muito jovem, talvez a tua alma ou a alma da tua pretendida ainda não completaram as retificações espirituais que devem preceder vosso casamento. Por isto, seja paciente. Nunca entre em desespero. Não há dúvida alguma que existe uma pessoa certa para você.

Antes ainda de vir a este mundo, teu par já estava reservado para ti, como dizem nossos rabinos: "Quarenta dias antes do nascimento de uma criança, uma voz proclama nos Céus: Esta criança é o par desta pessoa" (Sotá 2a). Por isto, não desista. O dia da tua alegria certamente vai chegar, e você se casará com sucesso e júbilo.


No mundo superior a alma do homem e da mulher é uma só. Contudo, quando esta alma desce a este mundo, a porção masculina nasce dentro de um contexto familiar e a porção feminina nasce dentro de outra família. (Licutê Moharan 265). Por isto é bastante difícil unir novamente as duas metades da alma original. Elas se dispersaram e nenhuma sabe onde está sua outra metade.

Nossos sábios dizem: "Encontrar o par de uma pessoa é tão difícil quanto partir o Mar Vermelho" (Sotá 2a).

No momento em que D-us partiu o Mar Vermelho houve uma grande oposição nos Céus para o acontecimento deste milagre. Talvez, disseram os anjos, os judeus não mereceram semelhante prodígio. Similarmente, agora, quando uma pessoa busca sua outra metade, ela deve sobrepujar uma grande oposição.

Apesar de todos os obstáculos, seja forte e apele somente a D-us. Quando os judeus estavam às margens do Mar Vermelho eles clamaram por D-us até as águas se partirem diante deles. Portanto, você também não deve desistir da compaixão Divina, mas rogar-Lhe por Sua ajuda. Então, Ele te ajudará a encontrar a tua outra metade.

Quando as águas do Mar Vermelho se partiram, os judeus pularam na água momentos ante. Eles não hesitaram, nutrindo dúvidas ou suspeitas sobre a ação Divina. Agora, também, você deve descartar quaisquer questionamentos sobre D-us e mergulhar na fé. Pense que não há existência alguma independente de D-us; que tudo é pura Divindade em sua essência; e que D-us supervisiona o mundo até os seus mínimos detalhes. Então você certamente encontrará salvação.


Meus queridos e minhas queridas! Encontrem forças na fé simples. Saibam que não há existência alguma além de D-us e que Ele guia o mundo de modos ocultos, que os seres humanos não podem compreender. Quem pode dizer a D-us como governar Seu mundo? Tudo o que D-us faz é coroado de mistérios e segredos; isto é especialmente certo com relação às almas e matrimônios.

Como estes assuntos estão ocultos dos olhos e do intelecto humano, as pessoas não devem pedir a D-us, "Quero me casar com esta ou com aquela pessoa."

Nossos rabinos disseram: "Raba ouviu um homem pedindo por compaixão. Ele dizia a D-us, 'Por favor, permita que eu me case com fulana'. Raba disse àquele homem, 'Não rogue por compaixão deste modo. Peça simplesmente, 'Permita que eu encontre a minha esposa' – e se ela for seu par verdadeiro, jamais te abandonará" (Moêd Catan 18b).

Por isso, não peça a D-us para que te case com determinada pessoa. Esteja certo que ninguém se apossará do que foi reservado a ti. Por outro lado, se rezar para casar com uma pessoa em específico, poderá passar por amargos desapontamentos, pois se alguém não está reservado para você, este relacionamento não se manterá.

Ao invés de pedir a D-us que te ajudem a casar com determinada pessoa, peça-Lhe para te ajudar a encontrar a pessoa que te foi destinada, e que você não se confunda. Confusões podem gerar divórcios ou até a morte de um dos cônjuges, para que o outro possa desposar o seu par destinado. Peça a D-us para que você descobrir o teu par verdadeiro, aquele que foi reservado somente para ti.


Peça todos os dias pela compaixão Divina, para que Ele te faça encontrar a companheira que corresponde à tua alma, e que nenhum outro enlace interfira. O Zôhar diz: "A pessoa deve rogar a D-us para que no momento apropriado para conhecer seu par, ele não seja tomado por outra pessoa" (Vaielech 284a).

Não raro, alguns casais se separam logo após o casamento, ou um dos cônjuges falece. Só então o enlace verdadeiro, atrasado pelo casamento anterior, pode ter lugar.

Por isto, peça a D-us para que você encontre teu verdadeiro Zivug (par), aquele que corresponde à tua alma, e uma vez casado, vocês não romperão esta união com discussões e contendas.

Quando a pessoa reza, ela pode conseguir tudo o que deseja. Rabi Nachman de Breslav disse: "Por meio de orações é possível mudar o Zivug proclamado para ela nos céus" (Sêfer Hamidot, Casamentos 9). Ou seja, talvez tenha sido decretado nos céus que um dos parceiros tivesse que se casar antes. Contudo, se a pessoa rogar a D-us, ela poderá reverter este decreto e se casar com seu par verdadeiro sem que este precise contrair outro matrimônio antes. O Zôhar afirma que: "Se a pessoa retornar verdadeiramente a D-us e orar com insistência, encontrará seu verdadeiro par e nenhum outro (Ticunim 14)”.

Por isso, volte para D-us de todo o coração. Determine-se a melhorar tuas atitudes. Então você encontrará teu verdadeiro par.


Fortaleça a tua confiança em D-us. Ele certamente não te abandonará; Ele indubitavelmente te ajudará.

Não deposite tua confiança em seres humanos, mas tão somente em D-us. O profeta Jeremias disse: "Maldito o homem que confia em outros seres humanos, que se apóia no poder dos homens e afasta seu coração de D-us... bendito o homem que confia em D-us, pois D-us será sua Fortaleza" (Jer. 17).

Isto se aplica especialmente aos Shadchanim. As pessoas costumam fazer planos, “Fulano se casará com Cicrana". Elas apostam neste tipo de arranjo e tentam fazê-lo funcionar artificialmente. Mas enquanto isto: "Aquele que habita as Alturas apenas rirá; o Eterno deles se zombará” (Salmos 2:4). D-us transforma todos os planos miraculosamente articulados e os faz dissipar como uma nuvem de areia.

Diz o salmista: "Nada, apenas vaidade são os homens comuns! Falsos são os homens distintos! Se forem suspensos na balança, eles e a vaidade se igualarão" (Salmos 62:10).

Nossos sábios comentaram: "As pessoas estão acostumadas a dizer, 'Este homem se casará com aquela mulher', mas 'Apenas vaidade são os homens comuns.' Eles dizem, 'Esta mulher será casada com aquele homem' – mas... 'Falsos são os homens distintos.' Por quê? Por que: 'Eles e sua vaidade se igualarão' - Rabi Chiya explicou isto homileticamente: A verdade é que os casais são decretados nos céus antes mesmo de entrarem nos ventres de suas mães'" (Midrash Rabá, Emor 29:8).

Em outras palavras, o que realmente importa o que dizem as pessoas? Um matrimônio não pode ser causado ou mesmo impedido pelos seres humanos, porque aquelas almas já estão juntas antes de nascerem. Portanto: "Não deposite sua confiança em príncipes, em seres humanos que não podem trazer salvação" (Salmos 147??). Teu auxílio virá somente de D-us.


Meus filhos e minhas filhas! Corram somente para D-us. Sua glória preenche o mundo todo; Ele revigora, mantém e sustenta toda a criação com Sua abrangedora supervisão; e Ele quem governa Seu mundo com a mais verdadeira justiça, que o intelecto humano não consegue compreender. Por que cair em desespero, como se não houvesse mais esperança?

Pelo contrário, confie em D-us. Ele não te abandonou. Após o mau tempo, a bonança certamente virá; e você há de encontrar o par que te foi destinado pelos Céus.

Seja sempre ciente das palavras do Zôhar: "Quando um homem desposa uma mulher, isto ocorre somente pelas Mãos Divinas, pois nenhum par se forma a menos que 'O seu momento' tenha sido proclamado nas esferas supernais. Mesmo antes de vir para este mundo D-us já os havia unido” (Vayechi 229a).

Não se deixe abater. Teu dia certamente chegará. Em boa e feliz hora, você estará debaixo do pálio nupcial.

Contudo, procure melhorar os teus atos aos olhos de D-us. Aproxime-se Dele com todo a tua alma, e decida que nunca mais tornará a cometer os pecados do passado. Então D-us apressará o dia da tua alegria.


Meus queridos filhos e filhas! A vastidão da supervisão Divina está além do nosso alcance. Desde o princípio mesmo de um evento, D-us já visualiza o seu fim. Antes do teu nascimento, D-us já havia preparado a tua esposa e elaborado cada detalhe que fosse necessário para que você a encontrasse.

Então por que se amargar? Por que esta melancolia e este coração abatido? E por que confiar em seres humanos; por que correr para os casamenteiros e especialistas, dando atenção para tudo o que esteja escrito e publicado? Pelo contrário, agora é o momento de correr para D-us. Despeje teu coração para Ele. Implore para Ele, para que ajude a livrar-se da jaula na qual você está agora aprisionado.

O versículo diz: “Ele faz reencontrar um lar aos abandonados, no tempo apropriado liberta os cativos" (Salmos 68:7). "Isto quer dizer", dizem nossos rabinos, "Daqueles que estão metaforicamente presos" (San´hedrin. 22b). Um homem e mulher descasados são como prisioneiros separados um do outro. D-us "faz reencontrar um lar aos abandonados" – D-us liberta o homem e a mulher que até então se encontravam presos pela solidão e os une para que juntos construam um lar.

Contudo, você só conseguirá isto com tuas orações. Reze obstinadamente a D-us, dia após dia. Então você experimentará verdadeiros milagres. Uma reza consegue o que nenhum outro meio pode obter. A pessoa que tem fé em D-us e reza eficazmente, constatará em sua própria existência o quanto isto é verdade.

Particularmente, orações realizadas junto ao túmulo de um Tsadik (mestre espiritual) são capazes de atingir um nível indescritível. Orações como estas são capazes de penetrar o mais altos níveis. Quando uma pessoa roga a D-us e apela a D-us no túmulo de um Tsadik, pedindo que suas preces sejam aceitas pelos méritos do Tsadik que ali está sepultado, sua oração é aceita por D-us e ela conseguirá o que quer com certa facilidade.

O Zôhar afirma: "quando as pessoas necessitam de compaixão e vida, elas contam suas carências às almas dos Tsadikim e pranteiam nos túmulos dos Tsadikim... as almas dos Tsadikim são elevadas... e todas elas pedem por misericórdia pela pessoa viva. Então, pelo seu bem, D-us terá misericórdia do mundo" (Parashat Acharei).

Por isso, meus queridos filhos e filhas, busquem o túmulo de um Tsadik, reze e clame somente por D-us e Ele te ajuda pelo mérito do santo Tsadik que está sepultado ali. Peça a D-us que tenha misericórdia de ti pelo mérito deste Tsadik.

É impossível imaginar a penetração de uma oração como esta. Você poderá alcançar tudo o que necessita contanto que não desista.

Rabi Nachman de Breslav disse: "Quando a pessoa reza no túmulo de um Tsadik, D-us lhe opera milagres mesmo que não os mereça” (Sêfer Hamidot - Tsadik 173).

Nossos rabinos disseram: "Por que as pessoas visitam túmulos? Para rogarem aos mortos que peçam piedade de nós" (Taanit 23a).

Nossos mestres também disseram, "(Quando estava em missão espiando a terra de Israel) Caleb separou-se do grupo e foi orar mausoléu dos Patriarcas de Israel (em Hevron). Ele lhes disse: 'Meus ancestrais rogaram misericórdia por mim, para que eu não fosse influenciado pelos demais espiões... (Sotá 34b). Vemos então qual é a eficácia de orar no túmulo de um Tsadik: o pedido que uma pessoa faz a D-us é imediatamente respondido pelo mérito do Tsadik que está enterrado naquele lugar”.


Quando uma pessoa prepara o seu casamento ela cuida de todos os detalhes: contrata uma orquestra, encomenda as refeições, manda imprimir convites, marca a data do casamento e etc.

Também no campo espiritual, os arranjos para o casamento de uma pessoa são feitos antes dela nascer.

Mesmo antes de você nascer, um convite espiritual de casamento já existia. Este convite diz quem é o noivo e quem é a noiva, e onde sua união terá lugar. O convite também diz quem serão os convidados – pois as almas de todos os convidados estão conectadas à do casal em questão. Mais ainda, o convite espiritual diz também exatamente que alimentos serão servidos no casamento – pois a comida servida nesta ocasião também precisa ser retificada. Similarmente, este convite detalha quem serão os músicos no seu casamento e o que canções eles tocarão.

Tudo isto há havia sido arranjado nos céus antes da tua descida a este mundo. Mas este assunto é por demais refinado e o intelecto humano não pode compreendê-lo. Como disse Isaías: "Olho algum for a o Teu pode ver o que Tu fazes para aquele que te aguarda" (Isaías 64). Todos estes assuntos envolvem segredos supernais que versam sobre a criação das almas e sua reunião.

Por ser um assunto tão cuidadosamente arranjado por D-us, por que deveríamos perder nossas esperanças? Por que então não correr somente para D-us e deixar nosso destino em Suas mãos? Tenha convicção que tudo é feito para o bem; que cada obstrução que atrasa o teu casamento é o intento de D-us para fazer o que é melhor para ti; e tudo o que D-us te brinda é medido com justiça.

Você pode se sentir magoado e confuso pela tua inabilidade de encontrar teu verdadeiro par. Mas saiba que tudo aquilo pelo que você passa nada mais é que o plano bem articulado de D-us para te fazer o melhor bem possível.


Meus queridos filhos e filhas! Se vocês desejam se casar, devem depositar toda a sua confiança unicamente em D-us. Saibam que D-us escolheu o vosso par com base em cálculos precisos e com muito carinho, para o vosso bem neste mundo e no Mundo Vindouro.

Não se ressinta com o que D-us te der. Uma vez casado, agradeça e louve a D-us por ter tido misericórdia de ti e enviado teu parceiro para a vida.

Mesmo antes disto – se você agradecer a D-us por todo o imerecido amor que Ele te tem dado, sentirá a delícia do Mundo Vindouro e você terminará por ganhar o teu verdadeiro par. (Licutê Moharan 2:2).

Não raro, o orgulho da própria pessoa é o fator que a impede de encontrar o verdadeiro parceiro. Ninguém que cruza o seu caminho é suficientemente boa, então ela detona cada encontro. Mesmo depois do casamento a pessoa ainda está insatisfeita; ela reclama de D-us e de todo o mundo. Em seu interior ela se sente completamente destruída.

Ao contrário, acostume-se a agradecer a D-us. Então você se tornará receptivo à luz da verdade e se alegrará com o parceiro que receber. Mas se você não aceitar o parceiro com júbilo, mas se não o aceitar com regozijo, será acuado até aceitá-lo.

Como mencionamos acima, o parceiro de cada um de nós foi anunciado nos céus antes do nascimento desta pessoa. Se a pessoa aceitar este parceiro, as coisas fluirão bem. Entretanto, se não aceitar seu parceiro, D-us lhe pega pela nuca e faz passar todo por o tipo de agrura até aceitar o par que lhe foi destinado.

Nossos rabinos disseram: “O Santíssimo, bendito seja, casa as pessoas mesmo que contra a sua vontade – e com isto vem a dor. Como diz o salmista,” “Ele faz reencontrar um lar aos abandonados, no tempo apropriado liberta os cativos" (Salmos 68:7). A palavra – “bechosherot” (aprisionados, no original em hebraico) – pode ser dividida em duas palavras: “bechi” – em prantos – e “shirot” – com cânticos. Aquele que concorda com seu arranjo matrimonial canta; e aquele que não que o deseja, chora" (Midrash Rabá Vaietsê 68:4).

A pessoa feliz em aceitar o jugo Divino, canta e se jubila com sua mulher e dá graças a D-us. Já a pessoa que não aceita a lei Divina, , esta se lamenta e chora pelo seu amargo quinhão, alquebrantado com uma jarra atirada ao chão.

Por isto, se aproxime de D-us e aceite Suas regras.

D-us é chamado de "Senhor do julgamento” (Salmo 7) pois, na linguagem dos nossos rabinos: "O Santíssimo estabelece escadas. Ele rebaixa uma pessoa e eleva outra; manda uma para baixo e outra para cima" (Midrash Rabá, Shemini). Agradeça e louve-O pela Sua irrecompensável compaixão que tem tido por si. Então você encontrará teu verdadeiro parceiro e viverá sempre alegre com a tua porção.


Saiba que não há existência alguma que seja independente de D-us. D-us supervisiona cada coisa e cada minúscula partícula; nada ocorre por si só.

Nossos rabinos disseram: "Ninguém mexe um polegar na terra sem que isto tenha sido proclamado nas Alturas" (Chulin 7a); até um carregador de água é apontado pelos Céus" (Berachót 58a); homem algum pode tocar naquilo que pertence a outro e nenhum reino adquiro o que pertence a seu vizinho – mesmo algo tão pequeno quanto um fio cabelo" (Iomá 38b).

Cada proposta feita a ti tem relevância para a tua alma. Rabi Nachman de Breslav explicou que cada indivíduo tem uma série de possíveis companheiros. Por isso, mesmo que alguém apenas cogite sobre um companheiro para ti apenas falando sobre isto, isto em si constitui a categoria de união. Se os dois se encontrarem isto constituirá um tipo maior de união – e assim por diante (Chaiê Moharan 595, nova edição).

Rabi Nachman também disse: "Se alguém te apresentar alguém – mesmo que o arranjo não funcione – isto provém dos Céus e deixa sua impressão de parceiro potencial" (Sêfer Hamidot- casamentos 7).

Se alguém menciona um companheiro ou companheira que não te agrada, não fique triste por isto. Não comece a protestar que esta pessoa não serve para você e que as pessoas estão te incomodando com encontros que são uma perda de tempo e energia emocional.

Ao invés disto, aceite tudo com amor, consciente de que tudo está sendo dirigido por D-us com precisão, e que em todos os Seus atos, Ele tem razões na maior parte ocultas dos olhos dos homens.


Meus queridos filhos e filhas! O que quer que estejam experimentando, encontrem em si mesmos as forças para não cair em desespero.

A tua vida pode estar amarga neste momento, pois você está encontrando certa dificuldade em encontrar tua parceira/parceiro e casar-se. Eis o conselho: silencie teus lábios e mente de toda e qualquer expressão de negatividade diante de D-us.

Todos os atos de D-us estão em profundo acordo com sua medida reta de justiça. Se algo anda errado em tua vida, encontre você mesmo a causa – não nos outro, e certamente não em D-us.

Rabi Nachman de Breslav explica que quando a pessoa comete algum abuso sexual (em atos ou palavras), ela subseqüentemente encontra dificuldades em encontrar sua outra metade. Isto cria sentimentos opostos entre as partes e aumenta a distância entre os dois. Se a pessoa contamina profundamente sua natureza sexual, torna-se excessivamente difícil reconciliar os dois (veja Licutê Moharan 2:87).

A solução é permanecer em silêncio; aceitar tudo com amor. Se alguém te incomoda pelo fato de ainda estar solteiro, ignore-o. Você pode estar sentindo uma tremenda humilhação por que gente mais nova que você, e aqui estás, ainda à espera por uma mínima dica de onde está o teu par.

Mas não sinta raiva ou ressentimento. Ao invés disto, fique em silêncio. Isto por si será a tua retificação, e apressará o teu casamento.

Quando uma pessoa fica imóvel face quem o envergonha, e quando não desafia as leis de D-us, ela retifica tudo o que pecou abusando de sua natureza sexual. Então seus problemas são resolvidos e ela obtém paz. Este silêncio permite que a pessoa comungue com o Infinito, Bendito Seja. Neste plano, tudo é um; tudo é bom.


Meu querido filho e filha! Vá pessoalmente ouvir palavras de Torá diretamente da boca do verdadeiro e sábio Tsadik. Então vocês encontrarão a vossa metade.

Geralmente, um homem e uma mulher destinados a se unir são postos a parte um do outro, o que torna difícil a cada um deles encontrar a sua metade. A resposta é dirigir-se a um Tsadik verdadeiro e sábio, por ser um homem que possuir sabedoria. Quando um Tsadik diz palavras de Torá, compõe seu ponto de vista através da união de diferentes afirmações, colhidas de diferentes fontes. Então sua alma, por se encontrar naturalmente conectada com a Torá, consegue encontrar o teu par com mais facilidade, comparando-a com alguma fonte distante da Torá (veja Licutê Moharan 2:89).

Além disso, quando você ouve palavras de Torá ditas por uma pessoa desta altivez, a verdade Divina faz jorrar luz no teu intelecto, iluminando tua consciência. Você se tornará consciente da compaixão Divina e de que há um motivo para atrasar o teu casamento. Isto te trará uma forte e firme confiança na Providência Divina.

Então você será feliz e desfrutara uma vida de cheia de alegria.


Meus queridos filhos e filhas! Os ensinamentos de Torá de um Tsadik sábios e verdadeiros têm o poder de te acercar da tua metade. Suas palavras podem fortalecer a tua fé em D-us, e fazer com que retornes a D-us sem o coração dividido.

Contudo, não é fácil encontrar este Tsadik. Não faltam “sábios” fraudulentos e imitadores na praça.

Por isso, recite regularmente a seguinte oração, formulada por Rabi Natan de Breslav, discípulo de Rabi Nachman. Esta prece é eficaz em ajudar as pessoas a encontrar o verdadeiro Tsadik, aquele que revela ensinamentos da Torá que conectam as pessoas com D-us.

Uma Prece do "Licutê Tefilot" 2:45:

"Querido D-us, cheio de Sabedoria, ajuda-nos com Tua compaixão. Com teu amor, ajuda-nos a reconhecer quem é um verdadeiro Tsadik. Ajuda-nos a encontrá-lo. Ajuda-nos a nos aproximar dele. Ajuda-nos a ouvir suas palavras de Torá.

Tem compaixão de todas as pessoas do Teu povo que estão encontrando dificuldades em encontrar sua metade e casar-se (em particular, "mencione o nome Hebraico," – filho ou filha de "nome Hebraico da mãe"). Ajuda-os a encontrar rapidamente e com facilidade o seu verdadeiro par nesta vida. E que não haja mais sofrimento, atrasos ou problemas.

Carecemos de qualquer conhecimento. Não sabemos como rogar para encontrar a outra metade de cada um de nós. D-us, Tu sabes como é difícil unir duas pessoas para formar um par, porque o homem e a mulher são dois pólos opostos. Às vezes a diferença entre os dois é tão grande, que uní-los é mais difícil do que partir ao meio as águas do Mar Vermelho.

Assim sendo, a única maneira de uní-los é usar do conhecimento verdadeiro que possibilita todas as uniões. Por isso é tão importante ouvir as palavras de um homem verdadeiramente sábio. Uma pessoa como esta nos traz os verdadeiros ensinamentos da Torá. Ele nos mostra extraordinárias conexões, unificando assuntos que parecem não poder se juntar. Então, também neste mundo, pessoas que foram separadas podem tornar a se unir.

O que podemos fazer? Já pecamos tanto, e agora este homem sábio está oculto de nós. Não sabemos onde encontrá-lo. Não sabemos aonde ir para ouvir suas palavras de Torá.

D-us, de onde virá nossa ajuda? Elevamos nossos olhares a Ti, que é cheio de compaixão, Tu, que arranja todos os casamentos. Tem piedade sobre aqueles do Teu povo que ainda não se casaram. Envia a eles os companheiros que lhes foram designados dos céus. Que os dois possam se encontrar e ajudarem um ao outro.

D-us, Único Rei, cheio de compaixão, Tu reinas sobre todas as gerações até o final dos dias. Tu governas Teu mundo com misericórdia. Tu reinas sobre Tuas criaturas com compaixão. Tem compaixão pelos homens e mulheres jovens do Teu povo. Faz-nos conhecer o Teu caminho, para que possamos saber como ajudar cada judeu a se casar.

Que possamos ser auxiliados pelo poder e mérito dos grandes e verdadeiros sábios. Eles já alcançarem um elevado estágio de consciência, que fizeram descer até este mundo.

Ajuda-nos a ajudar a todas estas pessoas solteiras a se casarem. Que eles desfrutem uma vida longa e pacífica. Que agradem um ao outro e jamais entrem em conflito. Que vivam uma vida junta com amor e pureza. Que todos os judeus cuidem de suas atividades sexuais com pureza e santidade. Toda a Torá depende disto. É o maior teste de livre arbítrio que temos pela frente. Por isto, deixa que Teus homens sábios nos guiem.

Que todos os matrimônios tenham filhos e filhos dos filhos por todas as gerações. Que eles vivam longos e bons dias, e que Te sirvam com reverência. Que eles reconheçam a grandeza dos Tsadikim que Tu escolheste. Que eles aprendam os ensinamentos sagrados que os Tsadikim trouxeram a este mundo.

Mestre do universo, Tu nos trataste de acordo com nossos atos errôneos. Mas Tu não nos pagaste de volta de acordo com nossos pecados.

Também agora, tem pena de nós. Ouve nossas preces; não olhe nossas falhas. Apaga nossos pecados; não se atenha aos nossos atos maus.

Olhe para os méritos dos Tsadikim, sobre os quais nos apoiamos. Nós bebemos as águas de seu conhecimento sagrado e nos nutrimos com suas palavras.

Que todos os judeus solteiros encontrem rapidamente seus verdadeiros companheiros. Responde nosso pedido com compaixão, Tu que és todo amor.

Tua compaixão é infinita e Tu desejas que mesmo uma pessoa como eu – quebrado como estou – rogue pela Tua bondade e amor.

Tu és bom e Tu fazes bondade com todos.

Tu mostras Tua grandeza especialmente quando ofereces o Teu amor àqueles que estão distantes de Tu – em particular a quem está tão distante de Ti como eu.

Tem compaixão por aqueles que precisam dela. Pois Tu tens compaixão por aqueles que não a merecem. A todo o momento Tu me fartas com bondade e favores. "Pois Tua benevolência para comigo é grande, e Tu resgataste minha alma da mais baixa profundidade" (Salmos 86:13). Teu amor por mim é infinito. Está acima de qualquer avaliação. "Pois Sua benevolência conosco foi irresistível, e a verdade do Senhor é eterna. Louvem a D-us!” (Salmos 117:1).

Por isto decidi rogar a Ti. Não peço Tua ajuda por me achar merecedor. Eu me apoio na Tua compaixão, e na força do mérito dos Tsadikim. Sua força e mérito são suficientes para me ajudar, assim como aos meus filhos e filhos dos meus filhos, junto a todos os Teus filhos, o povo de Israel, para sempre. Só temos a Ti. Que todos nós possamos rejubilar com a Tua salvação.

Possam as expressões da minha boca e os pensamentos do meu coração encontrar favor diante de Ti, Senhor, minha Rocha e meu Redentor" (Salmos 19:15).


Meus filhos e minhas filhas! Jamais percam a esperança. Mesmo sabendo que vocês já passaram por experiências verdadeiramente amargas no caminho para encontrar a segunda metade, saibam que D-us não te abandonou. Fortaleçam os seus corações, rezando para D-us diariamente. Então verão as maravilhas e os milagres que D-us fará por vocês.

Talvez você já tenha rezado a D-us, mas ainda está sozinho. Saiba, contudo, que oração alguma foi desperdiçada. Continue a rezar. Acredite que D-us toma cada palavra que você diz para Ele e a guarda em Seu tesouro. Estas orações serão eventualmente dirigidas (por D-us) para fazer efeito em sua vida após o casamento, ou para auxiliar os teus filhos e os filhos dos teus filhos. Cada uma das tuas orações será de grande benefício para ti e para tua descendência.

Por isso, nunca perca a esperança na eficácia das tuas orações. Teus auxílios estão prestes a vir.


Meus queridos filhos e filhas! Encontrar a vossa metade requer uma grande dose de paciência. Não apresse as coisas.

Nossos rabinos disseram, "Quem força uma situação no final ver-se-á forçado por ela" (Berachót 64a).

Se a pessoa exige se casar já, neste exato momento, acabará sofrendo problemas, porque a situação se voltará contra ela, colidindo com experiências amargas, que a confundirão e desencojarão.

Contrariamente, às vezes a pessoa se torna tão amargurada sobre encontrar a sua metade, que acaba se desesperando por jamais ter se casado, deixando sua vida cair em pedaços, vagueando por aí sem destino, deprimido e apático – e isto, nossos rabinos disseram, "leva ao desequilíbrio emocional e à lascívia" (Ketubot 59a).

Por isso, meu querido irmão judeu, saiba que no caminho para encontrar tua outra metade, a paciência é a essência. Não se perca por coisa alguma deste mundo.

Nossos rabinos disseram, "Todos os dias uma voz clama dos céus, 'Este homem está destinado a casar com esta mulher' (Moêd Katan 18)”. Não teria sido suficiente para esta voz dizê-lo somente no dia do nascimento de cada um deles? Por que ela precisa repetir isto todos os dias? A resposta é que isto serve como estímulo para lembrar às pessoas que existe de fato alguém esperando por elas, e que jamais devem se desesperar, não importa quais sejam as circunstâncias.


Meus queridos filhos e filhas! Mesmo que seja muito difícil para vocês encontrar o parceiro, jamais se deixem abater. D-us tem um profundo objetivo ao arranjar as experiências da tua vida, e o verdadeiro caminho é rezar a Ele. Eleve os olhos somente a D-us. Rogue a Ele que te redima dos teus problemas. Qualquer conselho (independente disso) é vão e falho.

As pessoas podem tentar te aconselhar que, para encontrar o teu parceiro, tua parceira com mais facilidade, você deve se vestir desta ou daquela maneira, persiga determinada carreira; ou associe-se a este ou aquele grupo.

Obviamente, um judeu deve agir da maneira adequada à tradição judaica. Fora isso, todos os conselhos são ilusórios. Nada é tão difícil quanto encontrar uma esposa e nada está tão fora do controle humano, e tão diretamente sob as mãos de D-us.

Nossos rabinos dizem que encontrar uma esposa é tão difícil, que quando este tema aparece na Torá, a participação de D-us é enfatizada (Midrash Shochar Tov, Salmos 57). Encontrar a esposa não depende da ajuda humana, mas somente de D-us.

Por isso, fortalece e ti mesmo de vários modos; jamais deixe a falta de estímulo penetrar o teu ser.

Encontre refúgio em D-us todos os momentos. Não procure conselheiros que lidam com talismãs e afins. Pelo contrário, siga os conselhos que fluem dos ensinamentos de Rabi Nachman de Breslav. Rabi Nachman desceu até as profundezas das matérias até aprender a raiz de cada causa. Compreendeu bem a psique humana, suas necessidades e o que a satisfaz. Por isso, ouça seu conselho. D-us não te desapontará; VOCÊ ainda verá a sua redenção.


Meus queridos filhos e filhas! Que doloroso deve ser para vocês por ainda não terem encontrado o vosso par – por ainda estarem sós; por ainda estarem incompletos.

Inclinem vossos corações para o conselho de Rabi Nachman de Breslav: "Se uma pessoa tem dificuldades em se casar, deve recitar regularmente a passagem das oferendas dos príncipes de Israel" (Sêfer Hamidot - Casamento 10).

Ouça estas palavras de Rabi Nachman. Recite esta seção da Torá diariamente, acompanhada da oração que a segue. D-us não te abandonará em desespero. Pelo mérito de Rabi Nachman e de seus sagrados conselhos, você terá o mérito de ver tuas preces atendidas.

(Recite o trecho abaixo após a passagem da oferenda dos príncipes de Israel – que está no Livro Bamidbar [Números] 7:1 até 7:89)

"Seja a Vossa vontade, ó D-us, que eu encontre meu verdadeiro Zivug, que tem a conexão genuína com a minha alma, pelo mérito de haver recitado a oferenda dos Príncipes.

Teu grande Tsadik nos disse que se uma pessoa tem dificuldade em encontrar sua outra metade, deve recitar esta passagem.

Mestre do Universo, eu fiz a minha parte e li esta passagem. Agora, por favor, faça a Tua parte e traga minha metade, aquela que o Senhor destinou para mim. Que não haja trocas, D-us o livre, e que eu me case com a pessoa certa para mim. Que eu possa encontrar minha outra metade com facilidade – sem problemas, sem discussões e nem ressentimentos.

Que eu possa ser auxiliado pelo mérito dos doze príncipes que Te consagraram oferendas. Somente Tu, D-us, conhece os grandes segredos que envolvem este ato, do qual nossos rabinos disseram: "Se estes doze príncipes não te trouxessem suas oferendas, o mundo não poderia se sustentar diante da acusação celestial dos doze príncipes de Ishmael" (Zôhar, Nassó 148a). Os "príncipes de Ishmael" tentam encontrar falhas em cada judeu, e, em particular, em mim. Sei que agi erroneamente e pequei propositadamente. Tropecei repetidamente, e fiz descer os "traços de Ishmael", da impureza sexual. Agora estes “príncipes de Ishmael” me acusam nos céus, e por isso me é tão difícil encontrar a pessoa certa para casar.

Por isso, meu pai celestial, aja em Tua honra e pelo mérito dos teus 12 príncipes, sobre cujas oferendas de consagração recitei. Ajuda-me a anula todas as acusações contra mim, que provenham da influência celestial de "Ishmael". Que eu possa encontrar o meu verdadeiro Zivug, e que eu possa me casar com alegria e felicidade.

Que jamais nos divorciemos, pois o próprio Mizbêach (Altar) chora quando um casal se divorcia (Guitin 90b).

Que eu possa obter tudo isto pelo mérito da consagração das oferendas dos príncipes.

Meu Pai celestial, tenha pena de mim. Ajuda-me e a me anular completamente diante de Ti.

Que eu não confie em gente de carne e osso, mas somente em Ti. Este foi o nível alcançado pelos doze príncipes, que se anulam diante da Tua luz infinita. Nossos rabinos disseram, "Eles foram chamados de príncipes, porque reconheciam apenas a verdade Divina" (Jerusalém Talmud, Horayot 3:1).

Possa eu então ser iluminado pela Tua luz infinita; que eu não reconheça ninguém e força alguma, senão a Ti.

Tu és D-us, misericordioso e gracioso, paciente, terno, verdadeiro, que age com amor a muitos milhares, perdoando o transgressor, o pecador o malfeitor.

Ó D-us, tenha compaixão de mim. Perdoa meus atos errôneos. Que eu esteja livre de pecados assim como os príncipes, de quem teus rabinos disseram, “Eles não participaram do pecado do bezerro de ouro nem de outros pecados" (Pirkei Derabi Eliezer 45).

Que eu esteja sempre ciente da Tua presença.

Que eu jamais confie em ser humano algum, mas somente em Ti, hoje e sempre, Amén.


Uma forma particularmente eficaz para o homem avançar suas pretendentes ao matrimônio é recitar a benção mensal “Kidush Levaná”, consciente de que está diante da Presença Divina.

Rabi Nachman of Breslav disse: "Recitar a benção da Lua ajuda o homem a encontrar sua esposa. Uma alusão a este efeito está na palavra Lua – Levaná, cujas letras contém a afirmação talmúdica: 'As moças [virgens] devem se casar numa quarta-feira (Betulá Niss´et Leiom Harevi'i – a primeira letra de cada palavra é rearranjada par formar a palavra: LeVaNaH - em Hebraico o 'v' intercambia com o 'b')" (Sêfer Hamidot - Casamento 2).

Quando recitar a bênção da Lua, peça a D-us para que você possa encontrar a tua esposa. A tradição judaica compara a mulher à Lua. A renovação da Lua no início de cada mês judaico é um momento especialmente propício para pedir a D-us que te ajuda a encontrar a outra metade.

Similarmente, os doze príncipes, que trouxeram as oferendas de consagração ao Tabernáculo representam as doze Luas novas do ano (Licutê Halachót, Rosh Chodesh 6:6); Cada mês corresponde a um destes príncipes. Estes príncipes também são identificados com a energia espiritual que retifica falhas de justiça e, também, previne distorções espirituais no coração das pessoas.

Quando uma pessoa enfrenta dificuldades para encontrar sua esposa, o coração começa a se distorcer. Ele começa e encher-se de perguntas e questionamentos sobre D-us. Seu estado de fadiga pode acometê-lo de tamanha incerteza que o derrubarão de sua fé.

A pessoa se pergunta: como pode ser que seus amigos já se casaram e ela continua solteira? Perguntas como esta consomem seu coração.

Como retificação para isto, a oferenda de cada príncipe corresponde a um dos meses do ano, e representa o fortalecimento do coração da pessoa, até ela não ter mais dúvidas sobre a Providência Divina.

Este nível é especialmente acessível no momento da benção da Lua.

O Zôhar diz: "No quarto dia da Criação, a Lua foi criada, conquanto imperfeita. Esta imperfeição a tornou vulnerável ao ataque de espíritos destrutivos e impuros." (Vaishlach 169b).

Por ser análoga à Lua, a mulher também é suscetível a estes ataques, que impedem o percurso da justiça (e de um homem encontrar sua esposa). Quando ele a encontra, contudo, anula todos estes espíritos.

Por isso, quando recita a benção da Lua (e pede a D-us para que esta imperfeição seja corrigida), está ajudando a anular os espíritos destrutivos que separam você do teu verdadeiro par.

Peça para que a imperfeição da Lua, que foi criada numa Quarta-feira, seja aperfeiçoada, e que então você possa encontrar a tua esposa – que segundo nossos sábios, deve se casar numa quarta-feira.

Desta forma, você chega até a raiz desta imperfeição e a corrige, assim uma Quarta-feira de imperfeição será retificada e se transformará numa Quarta-feira de alegria e jubilo – ou seja, o teu casamento.

Portanto, quando recitar a benção da Lua, tenha em mente o encontro da tua esposa, e recite também esta prece:

Mestre do universo, assim como estou na Tua presença recitando a benção da Lua, ajude-me a me aperfeiçoar e a encontrar minha esposa.

Que a luz da Lua se torne como a luz do Sol, e que o Sol e a Lua – que são a minha alma e a da minha esposa – possam se unir novamente.

Que possamos nos casar e ter filhos saudáveis e bem criados, que não sofram enfermidades e dores, mas fortes e bem sucedidos durante todas as suas vidas. Que seus olhos estejam sempre iluminados pela luz da Tua sagrada Torá. Que seja esta a Tua vontade, Amén.


Todos os dias recitamos na oração matutina (Shacharit) o "Az Yashir" – a canção entoada pelos judeus após o evento da Divisão do Mar Vermelho (Êxodo 14). Quando recitar este poema, faça-o com intensa emoção.

Rabi Nachman de Breslav disse: "A pessoa que enfrenta problemas em encontrar sua parceira deve recitar 'Az Yashir' com intensa emoção" (Sêfer Hamidot - Casamentos 1).

Quando recitar esta canção, imagine-se passando em meio às águas durante a própria travessia do Mar Vermelho, e que está entoando este cântico a D-us em gratidão pelo milagre por Ele agora operado.

O Zôhar louva esta canção, afirmando que " 'Az Yashir' é superior a todos os outros cânticos" (Terumá 131a). O Zôhar aponta também para a profundidade mística de 'Az Yashir', afirmando que "esta canção foi tecida com as vinte e duas letras do alfabeto Hebraico, que ela corresponde aos Dez Mandamentos e expressa os nomes sagrados de D-us" (Beshalach 60a).

Por isto, entoe este cântico a D-us diariamente, como se estivesse entre os judeus que naquele momento passavam por entre as águas divididas do Mar Vermelho. Naquela hora, nossos rabinos disseram, “A presença de D-us foi revelada... sob o aspecto de um ‘jovem rapaz, por assim dizer’” (Midrash Rabá, Shemot 1:16). Então, "as mulheres justas foram as primeiras a notar Sua presença" (Midrash Rabá Shemot 1:16).

Recite este poema exatamente como se você estivesse atravessando o Mar Vermelho neste exato momento. Então você terá o mérito de encontrar sua outra metade. Assim como as mulheres justas foram as primeiras a se tornarem conscientes da presença de D-us, você também reconhecerá teu verdadeiro par.


Meus queridos filhos e filhas! Por favor, façam um esforço e rezem a D-us todos os dias pelo seu próprio bem. O eco que uma prece faz nos céus é insubestimável e acima da compreensão humana. Em particular, quando a pessoa chora, suas preces penetram todos os veios e passam por todas as fendas. Nossos rabinos dizem: "os Portais de Lágrimas nunca se fecham" (Berachót 32b).

O Tanach testemunha que Chanah "orou demoradamente" (Samuel 1:1) por ter um filho, com o quê foi agraciada. Nossos rabinos concluem: Aqui vemos que se uma pessoa reza extensivamente, ela será atendida. (Jeremias, Talmud Berachót 4:1).

Nossos sábios afirmam: "As orações das pessoas justas são comparáveis a uma corça. Assim como os chifres da corça se ramificam durante toda a sua vida, enquanto o Tsadik estiver rezando, suas orações estarão sendo ouvidas" (Yoma 29a).

Em particular, se você ainda não encontrou sua outra metade e sente a alma retorcida de tanta amargura, fortaleça-se rezando para D-us. Tuas preces certamente receberão atenção Divina.

Nossos rabinos dizem: "Quando uma pessoa se curva diante de D-us, suas orações não são rejeitadas – como diz o versículo, ‘D-us, Tu não rejeita um coração alquebrado’ (Salmos 51)" (San´hedrin 43a).

Reúna forças para rezar constantemente a D-us. Peça a Ele para teu ajudar. Tua redenção depende unicamente de D-us, mais ninguém. Não deixe tua má inclinação te enganar, fazendo pensar que teu Zivug está nas mãos de uma casamenteira ou amigo. Teu casamento está somente nas mãos de D-us – e Ele tem agentes diversos para fazer Seus planos acontecerem. Não trate estes agentes como elo principal entre você e tua futura esposa, relegando a ação Divina a um segundo plano.

Volte-se somente para D-us. Então você será auxiliado, e realmente encontrará tua futura companheira. Isto é especialmente verdadeiro se rezar para D-us por quarenta dias consecutivos.

Uma poderosa e maravilhosa prece para ser recitada diariamente:

"D-us Supernal e Bondoso, cheio de compaixão, sê gracioso e tenha piedade de mim. Olhe para o meu sofrimento e perdoe meus erros e pecados. Já falhei em todo o tipo de aos errôneos; tropecei em inúmeros caminhos (conte em voz alta e com tuas próprias palavras aonde tem falhado). Tenho errado como uma ovelha desgarrada. Devolva-me ao meu lugar. Mestre do Universo, eu já sofri, errei muito e não sei como avaliar ou contar todos os meus atos falhos. Meus pecados me confundem e enevoam minha consciência. Como resultado, não sei como devo rezar para ti. É tão difícil expressar os problemas que sobrecarregam o meu coração.

Meus problemas são tantos que não haveria tempo para descrevê-los. Minha dor é imensa e meu coração se sente pesado. Mas meu espírito queima dentro de mim e não posso mais deixar de dizer o que sinto. Por isto, direi ao menos estas palavras.

D-us, você criou, modelou e trouxe minha alma para este mundo. A trouxe do mais alto nível espiritual para o mundo físico, da ação. Nascei dos meus pais e eles me criaram. Mas tudo o que passei desde a minha infância até hoje só Tu sabes, D-us.

Agora sou adulto, e as paixões despertaram no meu corpo. Mas eu não consigo encontrar minha alma metade.

Vagueio sem destino certo e minha vida é tão amarga. Meus pecados fizeram com que perdesse minha parceira. Não consigo encontrar minha parceira e sinto-me em cacos, como um pote de cerâmica atirado ao chão. Meus sentimentos me esmagam. Sinto-me rejeitado e deprimido.

O que posso dizer? Que palavras eu tenho? D-us, Tu revelastes os meus atos errados. Agora, para onde me dirigirei em busca de ajuda? Quem compreenderá meu coração partido? Quem compreenderá meus pensamentos infelizes? Quem compreenderá minha alma amargurada? Sou apenas um meio corpo; oco e vazio de bondade. Estou sem Torá; sem alegria; sem bondade; sem um lar; sem uma parede envolta de mim; E sou tão imperfeito.

D-us cheio de compaixão, eu me sinto tão quebrado que não consigo Te dizer tudo o que está acontecendo comigo.

Mas se eu pudesse te falar, todo o papel do planeta não conseguiria conter uma gota de toda a confissão, das orações e apelos que teria de fazer a Ti pelo meu passado, meu presente e meu futuro.

Mas o que posso fazer? Minhas palavras estão travadas. Mesmo assim, Mestre de tudo, venho diante de Ti. Tu, que tens piedade do pobre; Tu que é bom para com todos – tenha misericórdia de uma pessoa desafortunada como eu, uma pessoa despedaçada como eu, uma pessoa enlameada e impura como eu. Tenha compaixão de mim para que eu possa encontrar minha segunda metade e me casar.

Que nós possamos nos casar e viver juntos com amor e harmonia. Que não tenhamos mágoa um do outro. D-us, cheio de compaixão, tenha piedade de mim. Veja como o meu coração está despedaçado. Veja como eu me sinto sem estar casado. Somente Tu sabes que não há sofrimento maior do que não conseguir encontrar nossa outra metade; e que uma pessoa neste estado está sempre envolvida em atos errados; que todo o mundo está escuro para ela.

Em particular, eu, que sou tão pequeno e desafortunado, já caí tantas vezes em pecado. E não tenho idéia de como me livrar desta situação. Todas as saídas parecem estar fechadas para mim. Não consigo ver o caminho que me leve à liberdade.

D-us, fiel Rei, só Tu conhece a raiz da minha alma. Só Tu sabe quem é minha verdadeira parceira.

Tenha piedade de mim. Faça as coisas acontecerem para que eu encontre minha parceira, e que nós possamos nos casar e erguer um lar judaico.

Sei que por causa dos meus erros eu desperdicei o meu bem.

Mesmo assim, meu Pai celestial, a Tua compaixão é grande; Tua piedade é infinita. Estenda a mim a Tua compaixão e a Tua bondade. Salve-me dos meus problemas. Envia a minha verdadeira parceira.

Que eu não me case com a pessoa errada, D-us o livre, dá-me a minha verdadeira parceira.

Assim poderei cumprir minha missão neste mundo. Que eu possa ter crianças boas e saudáveis; e que eu possa cumprir a Tua vontade, de agora em diante – que esta seja a tua vontade, Amén.

Uma poderosa prece para recitada diariamente e encontrar a parceira:

Mestre do Universo, ajude-me por favor a encontrar minha verdadeira parceira. Que os meus atos errôneos não me conduzam a casar com outra pessoa, D-us o livre, nem a me divorciar, D-us não o permita. Que eu possa me casar somente com minha verdadeira parceira, aquela que combina com a minha alma.

Ó, D-us , trata-me com compaixão.

Não olhe para todo o mal que já fiz, e todo o bem que já destruí. Não me puna pelos meus atos errôneos e desvios.

Ajuda-me a encontrar minha verdadeira esposa.

Tenha pena de mim e salve-me de pensamentos impuros.

Guarde-me e salve-me da má inclinação e seus conselhos perniciosos.

O que devo fazer, Mestre do Universo? Estou pronto e desejo, neste momento, casar-me e salvar-me da má inclinação que arde dentro de mim. Mas o que eu posso fazer? Ainda não encontrei minha verdadeira parceira. Mestre do Universo, por que tenho que viver deste modo? Por que tenho que ficar o dia inteiro com pensamentos indevidos rondando minha mente e com meus próprios ossos apodrecendo?

Tu sabes que estou pronto para casar hoje mesmo. Mas o que posso fazer se não tenho uma parceira? Espero pelo melhor, mas sinto-me rejeitado. Espero e espero, e rogo a Ti por meses e anos a fios. Mesmo assim, não tenho o menor sinal de resposta.

Mestre do Universo, por que tenho que continuar a ser punido pelos meus pensamentos impuros e sentir minhas entranhas ruir por dentro?

Mestre do Universo, isto já não é castigo suficiente? Estou sofrendo nas mãos da má inclinação que arde dentro de mim e que cada dia que passa em faz cair mais e mais, como só Tu sabes.

Meu Pai Celestial, ajude-me a ser paciente e suportar tudo pelo que estou passando.

Ajude-me a não ter questionamentos contra Ti, D-us o livre, mas a ser pleno da mais pura fé e que eu reconheça que não existe nada senão a Tua realidade, que nada é independente de Ti; e que tudo no mundo depende da Tua vontade. Por isso, não há razão para que eu sinta o meu espírito quebrado.

Ajude-me, para que deste momento em diante eu comece a retornar para Ti.

Já passei por tantas mortificações, testemunhando meus próprios pecados minhas próprias manchas, fruto da minha natureza sexual.

Meu coração é cheio de ressentimento, por ver todos os meus amigos casados enquanto eu permaneço sozinho.

Pelo mérito da minha vergonha, por favor, ponha um ponto final nos meus problemas. Pelo mérito do meu coração quebrado, por favor, ajude-me a encontrar minha outra metade.

Teu próprio grande Tsadik nos disse que pelo mérito da humilhação, a pessoa pode corrigir todo o seu passado encontrar seu verdadeiro par.

Mestre do Universo, por favor, ajude-me a casar e a nunca discutir com minha esposa, D-us o livre. Que nós dois vivamos sempre juntos em paz e amor. Que possamos ter filhos e filhas, que criaremos nos caminhos da tua sagrada Torá.

Por favor, ajude-me a formar um lar harmonioso e que eu jamais me divorcie, D-us o livre. Ajude-me para que em meu ler eu e minha esposa sempre ajudemos um ao outro. Ajude-me a saber ceder e a não ser avarento. Que meu lar seja repleto de alegria e que saiba alegrar sempre a minha esposa, para que meu lar brilhe de felicidade. Que eu possa ter filhos e filhas saudáveis e fortes. Ajuda-me a ter sempre hóspedes em minha casa. Que meu lar seja visitado por estudiosos de Torá e por pessoas pobres. Que eu seja um anfitrião generoso e haja com graciosidade. Mestre do Universo, tenha compaixão e piedade de mim. Por favor, aceite minhas preces com amor, pelo mérito dos santos Tsadikim que já partiram deste mundo, em particular em mérito do nosso mestre sagrado, Rabi Nachman, filho de Feiga, possa seu mérito nos proteger – agora e sempre, Amén.


Meus queridos filhos e filhas! Estejam sempre conscientes que D-us é cheio de amor e que Ele trata cada um de nós com compaixão.

Diz o salmista; "Sua compaixão se estende a todas as Suas criaturas" (Salmos145). Sobre isto nossos rabinos comentam: "As qualidades e atos Divinos são todos plenos de compaixão." (Midrash Rabá, Shemot 2: 1).

Confie somente em D-us e em sua compaixão. Pelo mérito das orações profundas e cheias de sentimento que você despeja diante Dele, Ele te ajudará. Nossos rabinos disseram: "No momento em que Moisés soube que a compaixão é uma característica Divina, ele se cobriu com um xale e começou a rezar" (Tana Devei Eliahu Zuta 6).

Meus queridos filhos e filhas! Saibam que D-us é nosso Pai misericordioso, Cujo desejo é que você peça a ele para te ajudar a encontrar a outra metade para se casar. Jamais desista do amor de D-us. Rabi Nachman de Breslav disse: "Quando uma pessoa clama pela compaixão Divina, ela consegue encontrar um ótimo matrimonio" (Sêfer Hamidot, Compaixão II).

O mais importante é não perder as estribeiras. Jamais desista e não leve as coisas de forma tão pesada, pois isto também faz mal.

Acostume-se a ser paciente. Não apresse o que não pode ser apressado e não confie em gente de carne e osso. Olhe somente para D-us. Então você testemunhará tua grande redenção.

Feliz da pessoa que ouve estes ensinamentos. Feliz da pessoa que aguarda a sua hora. Feliz da pessoa que se realiza tanto neste mundo quanto no Mundo Vindouro, para todo o sempre, Amén.


Para obter esta e outras publicações Breslav, escreva para:

 

Metivta Hechal Hacodesh Chassidei Breslav

1129-42nd Street

Brooklyn N.Y. 11219

U.S.A.

 

Keren Hadpassá veHafatsá

POBOX 8065 – Ashdod

Tel: 00 972 (3) 676-5235

Israel

 

Todas as doações são bem-vindas e dedutíveis de imposto.

LAST_UPDATED2
 

Banners

Banner


Guper, website, sistemas web e mídias sociais