-   -  Sunday 19th of May 2019 -  www.kaluach.org

Quem esta on-line

Nós temos 39 visitantes online

Facebook Friends

Connect with Facebook
Home BRashert Em Busca de Sua Alma Gêmea.
Adicione no Facebook Adicione no MySpace Siganos no Twitter Veja os videos no Youtube
Em Busca de Sua Alma Gêmea. PDF Imprimir E-mail
Escrito por Paulinho Rosenbaum   
Sex, 05 de Agosto de 2011 17:57
AddThis Social Bookmark Button

1 - Seja totalmente aquilo que é.

Se você deseja encontrar sua alma gêmea, primeiro precisa estar disposto a encontrar sua própria alma. Quando você se casa com a pessoa certa, aquela pessoa o encorajará a ser o melhor que puder. Quanto mais você desenvolver a pessoa que é, maior a probabilidade de atrair um parceiro(a) que a(o) valorize. O tempo que você tem antes de se casar é uma época especial para crescimento. Use este tempo para desenvolver-se e ser o tipo de parceiro que deseja ser, e para ser atraente a si mesmo.


2 - Almas gêmeas são duas metades de uma mesma alma.

Se metade da alma é judia, a outra metade também é. Não há exceções. Se você cortar uma maçã ao meio e esconder uma metade, esta metade será sempre e eternamente maçã, não laranja, pêra ou ovo. A alma completa é masculina e feminina. Se você é homem, sua alma gêmea é feminina; se você é mulher, sua alma gêmea será homem. Você pode ser atraído por pessoas não-judias. Pode ser atraído por alguém do mesmo sexo. Mas estas pessoas jamais poderão ser sua verdadeira alma gêmea, aquela que D'us escolheu para você antes que nascesse. Esta não é a opinião de uma pessoa. É a lei da Torá, e a sabedoria da tradição mística judaica como tem sido transmitida por milhares de anos.


3 - Primeiro defina suas próprias metas.

Procure então alguém que tenha os mesmos objetivos. Casamentos que dão certo concentram-se naquilo que os parceiros têm em comum. A vida dos dois deve se mover na mesma direção. Assegure-se de que seus objetivos e valores não estejam em rota de colisão. Vocês não precisam ter totalmente os mesmos interesses, mas é preciso que respeitem as necessidades um do outro.


4 - Nunca julgue a pessoa no primeiro encontro.

Deixe que a personalidade da pessoa desabroche. O nervosismo pode mascarar suas verdadeiras qualidades. Não tenha muitas expectativas sobre um primeiro encontro. A menos que o primeiro encontro seja uma experiência realmente desagradável, saia uma segunda vez. Pode ser somente no quarto encontro que você consiga ver a pessoa como é. Muitos casamentos bem sucedidos resultaram de pessoas relutantes em dar ao outro uma segunda chance.


5 - Não toque nem chegue perto.

Não toque? Está louco? É isso mesmo. Nem sequer segurar as mãos... nem mesmo o dedo mindinho. Coloque a atração física (ou a falta dela) em compasso de espera, enquanto você explora coisas mais profundas. As aparências externas são o indicador menos apurado do verdadeiro amor. A beleza desaparece, mas as qualidades interiores melhoram com a idade, para aquelas pessoas que estão dispostas e refinar-se no decorrer da vida. "Não toque" é a maneira mais próxima de desenvolver a intimidade emocional necessária para que um relacionamento floresça até o casamento. Como você namora sem tocar? Estabeleça uma regra, de não tocar pelos primeiros trinta dias. Você descobrirá que o respeito mútuo cresce tanto que você tem medo de tocar, e este respeito é o mais forte alicerce para um casamento bem sucedido.


6 - Judeus não se apaixonam; desenvolvem o amor.

Não existem Príncipe Encantado ou Princesa, muito menos "e viveram felizes para sempre" sem esforço. Há milhares de anos os judeus ficaram "noivos" de D'us no Monte Sinai, e desde então temos desenvolvido este relacionamento. Cuidado para não "se apaixonar" de olhos fechados. O objetivo é ascender no amor com total consciência do Divino potencial entre vocês. Você jamais encontrará o par "perfeito", mas se mantiver suas prioridades e seus objetivos em mente, com a ajuda de D'us, encontrará alguém a quem possa amar, crescer junto, bem como dar e receber por toda a vida.


7 - Nunca se case com a intenção de mudar ninguém, exceto você mesmo.

Você não pode casar pelo potencial. Sua maneira de ser tem de combinar neste momento com a pessoa que você está saindo. Assegure-se de que esta pessoa é alguém que você gosta "da maneira que é." Evidentemente, ambos mudarão e crescerão com o tempo, mas o desejo de crescer precisa vir de dentro de cada pessoa. Não pode ser forçado. Não se pode mudar outra pessoa. Você pode apenas mudar a si mesmo.

8 - Se nos denominarmos solteiros, tornamo-nos solitários.

Um solteiro é um naufrago numa ilha. Adam (Adão), o primeiro homem, era solteiro. Ninguém mais foi solteiro, desde então. Quando você se sente sozinho e solitário, torne sua vida mais significativa. Comece a valorizar os que estão à sua volta. Use o que um solteiro tem de mais precioso - o tempo livre - para ajudar outros em sua comunidade. Ofereça seu tempo como voluntário para ajudar famílias e idosos solitários. Pratique, dando o máximo que puder, e estará bem preparado para o casamento, que é um estado de doação.


9 - Procure ajuda na sabedoria Divina.

Como você encontra a sabedoria Divina? A tradição judaica nos ensina a procurar um conselheiro espiritual judeu que conheça a Lei da Torá e viva segundo ela. Encontre um rabino ou rebetsin a quem respeite. Procure-os para o Shabat. Ajude-os e deixe que o conheçam. Diga-lhes o que está procurando e pergunte se conhecem alguém para você. Peça-lhes então orientação sobre seus problemas e decisões. Escute e aja segundo estes conselhos. Fortaleça seu relacionamento com o Criador para que suas prioridades estejam claras quando você for procurar ou sair com sua provável alma gêmea. Então você não cometerá erros quando escolher com quem se casar. Reze, suplique, grite a D'us por ajuda para encontrar sua metade. Recite Tehilim, os Salmos. Eles ajudam; e como!


10 - Não se desespere! Nunca desista! Nenhuma prece jamais é desperdiçada.

Nenhuma boa ação é feita em vão. Nenhuma lágrima é ignorada no céu. Nossos sábios dizem que 40 dias antes de nascermos, uma voz celestial chama cada pessoa. "Esta alma, X, está destinada a desposar aquela alma, Y!" Existe um Plano Divino, e você faz parte dele! Mesmo se sentir que perdeu seu destino - não se preocupe. A Torá nos diz que os olhos de nossa Matriarca Lea eram fracos. Por que eram fracos? Os olhos dela eram fracos de tanto chorar. Por que ela chorava? Lea sabia que estava destinada a casar-se com o perverso Essav (Esaú). Ela rezou e chorou e implorou, para que seu destino fosse mudado. E foi!

Suas preces foram tão eficazes que foi a primeira a casar-se com Yaacov (Jacó).

Rabino Eddy Khafif

LAST_UPDATED2
 

Banners

Banner


Guper, website, sistemas web e mídias sociais