-   -  Tuesday 21st of August 2018 -  www.kaluach.org

Quem esta on-line

Nós temos 34 visitantes online

Facebook Friends

Connect with Facebook
Home Galeria dos Tsadikim Uma pessoa justa, quando parte, marca!
Adicione no Facebook Adicione no MySpace Siganos no Twitter Veja os videos no Youtube
Uma pessoa justa, quando parte, marca! PDF Imprimir E-mail
Escrito por Paulinho Rosenbaum   
Ter, 01 de Maio de 2018 02:15
AddThis Social Bookmark Button

Diz a Torá que o Patriarca Jacob partiu de Beer Sheva e foi para Haran*


O exegeta Rashi nos pergunta: que diferença faz de onde ele partiu? E responde: "Tsadik ozev, ossê roshem!" - quando uma pessoa justa parte, ela marca o local de onde partiu. Sua partida faz a diferença!!!


 

Com meu sobrinho Jayme, no barmitsvá do Tropícasher.


Assim tem sido com minha querida mãe desde o seu falecimento na sexta feira de 12 de Yiar de 5778 (27/04/18), às 14:00 hs. Não imaginava que todas as coisas ao seu redor atuassem de forma a tornar o seu sepultamento o mais fácil e impressionante possível, dado o número de pessoas presentes, entre elas grandes rabinos, que se dispuseram a proferir palavras sábias.

Um dos seus desejos havia sido ser sepultada o mais próximo possível de sua mãe, minha avó Cecília, falecida em 2001. A chance disto acontecer era minima. Contudo, a Chevrá Kadishá (Sociedade Cemitério Israelita) encontrou para ela um túmulo na mesma linha e a apenas poucos metros do de sua mãe, que ajudou-a a criar a nós, seus filhos, por motivos familiares.


Minha mãe deixou para mim e para meus irmãos numerário suficiente para proporcionar-lhe os derradeiros meses de sua vida com todos os cuidados médicos possíveis, perto da família, e inclusive para as despesas finais, cuja soma é vultosa. Nem aqui ela quis que tivéssemos problemas.


O mais notável é "de onde" ela partiu: foi numa véspera de Shabat, que os livros judaicos sagrados dizem levar a pessoa diretamente ao Gan Eden, e foi sepultada na data hebraica de Pessach Sheni, um mês após o Pessach, também chamado o dia da segunda chance, o que torna sua partida ainda mais especial e nos faz refletir sobre a segunda chance que Hashem dá a todos nós para nos emendarmos e para recomeçar.

 

Eu estava na cidade de Nashville, no Tennessee ,quando fui avisado pelo meu irmão para pegar o primeiro voo possível para o Brasil, o que ocorreu na noite do dia 26 de Abril de 2018.


Os horários não casavam e poderia perder este voo.


Pus-me então a partir. Peguei um ônibus para Atlanta, um voo que descobri de repente para Orlando, de lá para Congonhas e do aeroporto diretamente ao Hospital, não muito longe dali.


Pude abraçar e beijar minha mãe enquanto ela estava neste mundo, serena, ainda que alimentada por sonda. Finalmente os seus três filhos estavam juntos, ao lado da mãe.


Foi esta a última vez que estivemos todos juntos. Minha mãe faleceu poucas horas depois. Meu irmão chegou a dizer que ela estava esperando apenas a minha chegada para poder se despedir dos filhos.


"Tsadik ozev, ossê roshem!"


Quando uma pessoa justa parte, ela impressiona os que ficam. Com sua partida, minha mãe impõe e mim e aos meus irmãos uma vida de moral, santidade e união.


Obrigado mamãe, por ter sido a melhor mãe do mundo!


seus filhos Paulo, Carlos e Eliana.

 

 

Meus irmãos e eu, na infância e alguns anos atrás.

 

* Bereshit (Genesis) 28:10 - Bíblia Hebraica, Livraria Sêfer.

LAST_UPDATED2
 

Banners

Banner


Guper, website, sistemas web e mídias sociais