-   -  Saturday 31st of July 2021 -  www.kaluach.org

Quem esta on-line

Nós temos 29 visitantes online

Facebook Friends

Connect with Facebook
Home Convidados Patricia Ingo Tendrich entrevista
Adicione no Facebook Adicione no MySpace Siganos no Twitter Veja os videos no Youtube
Patricia Ingo Tendrich entrevista PDF Imprimir E-mail
Escrito por Paulinho Rosenbaum   
Qua, 14 de Agosto de 2013 23:22
AddThis Social Bookmark Button
Shalom!
Que tal juntar judaísmo com humor?
Paulinho Rosenbaum é com você!

PIT - Olá Paulinho, bem vindo ao Papo em Comunidade!
PR - Muito obrigado pelo convite Patrícia e parabéns pela bonita iniciativa.

PIT - Para começar quem é Paulinho Rosenbaum?
PR - Um amante da cultura brasileira, do humor clean, de Israel e das coisas judaicas.

PIT - O que é tropicasher?
PR - Tropicasher é Torá com Sabor Tropical, um judaísmo com jeitinho e humor bem brasileiros, sem perder a tradição e a seriedade de propósito. Nossos veículos são música, brasileira em especial, a parashá da semana e contos com sabor tropical e agora os videoclips.

PIT - Como surgiu a ideia do Tropicasher?
PR - Quando eu traduzia o Fax de uma entidade religiosa em Toronto, recebi algumas reações negativas e pedidos para não enviar mais aquelas mensagens, parar com essa "lavagem cerebral", coisas do estilo. Fiquei um pouco chateado, pois como sociólogo formado em Haifa, oficial docente das forças armadas de Israel e judeu observante, mas liberal, achei que poderia servir algo melhor ao leitor pouco acostumado ao pensamento analítico judaico, em especial com questões relativas à nossa fé, i.e. Torá. Liguei de Toronto a um importante rabino em Israel e ele me aconselhou a fazer algo com a minha formação cultural como judeu brasileiro. Nasceu o Tropicasher.

PIT - Qual o objetivo do Tropicasher?
PR - Primeiramente informar o máximo possível acerca das tradições e fontes judaicas, de todos os tipos, épocas e tendências. Além disso, divertir, relaxar, desmistificar preconceitos relativos à nossa fé, fazer amigos e fomentar laços entre pessoas de diversos modus vivendi.

PIT - O que os judeus brasileiros têm que os outros judeus não têm?
PR - Talvez um pouco mais de ginga, humor, capacidade de gostar do diferente, do inédito, do diferenciado, sem entrar em polêmicas nem conflitos. Foi isso que ao que tudo indica maravilhou o Jô Soares quando fui ao programa dele, a começar pela minha Kipá em forma de bola de futebol e o Funk do Faraó, um curto relato da Hagadá de Pessach sobre a periferia sofrida do Egito Antigo (os judeus).


PIT - Você faz shows. Como são estes shows? São didáticos?
PR - Nossos shows são feitos sob a forma de um vôo musical da Tropicasher Airlines, que leva o "passageiro" confortavelmente sentado em sua poltrona no teatro, a lugares nunca dantes visitados, contando sobre estes lugares com música, ritmo e humor. Os shows são didáticos, a pessoa sai com muita informação relevante do Teatro, conhece aspectos diferentes daquilo que não imaginava poder ser apresentado de forma musical e bem humorada e vai para casa feliz, por haver empregado o tempo numa atividade ao mesmo tempo útil e prazerosa. Nossos shows desfrutam hoje do apoio da Lei Rouanet e temos como principal patrocinador o Banco Daycoval, que apostou no nosso sucesso e viu o Teatro Folha lotar para assistir a estréia. Ainda temos espaço para mais patrocinadores, principalmente aqueles que quiserem levar nosso show para outros Estados e países. Portugal e Israel já estão à espera.


PIT - Existe alguma passagem da Torá que você ache engraçada ou que você a tenha tornado engraçada?
PR- Uma só? Todas as passagens da Torá têm algo engraçado. Por exemplo: na porção BESHALÁCH (Shemót, segundo livro da Torá),após a travessia do Mar Vermelho, Miriam, a irmã de Moisés, sai tocando pandeiro e cantando com todas as mulheres de Israel em agradecimento. Estava criada a Primeira Escola de Simchá de História, com batuque, enredo e tudo o mais. Nota dez em todos os quesitos! O nome Pelé também foi encontrado na Torá e tem a ver com a festa de Chanucá, mas isso já é outro Tropicasher... (veja artigo "A Pele Judaica do Pelé"). Além disso, criamos um "Passaporte de Pêssach" que resume o ideal desta festa de um modo bem moderno e tem feito o maior sucesso!


PIT - O que mais e menos te encanta no judaísmo?
PR - As duas coisas numa só: a extensa diversidade de modos de conduta, interpretações, riqueza de costumes, níveis diferentes de observância, enfoque neste ou naquele assunto, isto é o que celebra o judaísmo como uma cultura completa. Ao mesmo tempo, as briguinhas e picuinhas entre alguns dos nossos segmentos deixam bastante a desejar no quesito harmonia e convivência com o próximo. Tropicasher tenta driblar tudo isso não enfocando um só assunto, nem uma só corrente, nem desprezando os demais. Shalom e Humor.


PIT - Como você explica o judaísmo de forma simples para um não judeu? Tem como?
PR - Meu amigo José Singer que hoje mora em Israel expressou isto da melhor forma na minha opinião: O JUDAÍSMO É UMA CIVILIZAÇÃO ORIENTADA PELA TORÁ. O resto é comentário e fotos. No site temos os dois, Baruch Hashem!

PIT - Qual o seu maior desejo?
PR - Ver o Tropicasher chegar a cada vez mais pessoas, judeus ou não e formar laços onde antes só havia embaraços.

PIT - Paulinho, muito obrigada por sua entrevista e deixe aqui o seu recado!
PR - Obrigado a você Patricia, por tão bem formulada entrevista, ainda bem que não perguntou porque não me casei até hoje nem pediu doação.
Meu recado é o seguinte: "Se o sucesso não bate à sua porta, crie você a porta" (na verdade quem falou isso foi o humorista judeu americano Milton Berle e tomei essa máxima como meu modo operandus). Outro recado que acho importante é algo que aprendi durante todos estes anos, nos quatro países em que vivi (Israel, Brasil, USA e Canadá), após conhecer gente tão diversificada quanto possível: O fato do outro pensar e agir diferente de você não faz dele o seu inimigo. Ah sim, antes que eu esqueça: Os CDs Tropicasher, assim com o Sidur Falado e o Livro de Auto-ajudaica PÉROLAS DE YEHOSHIAHU, estão à venda na Livraria Sêfer, Livraria Cultura e Beit Hassofer. Aceitamos encomendas pelo atacado (mais de dez unidades) pelo e-mail pr@tropicasher.com.br
Tropicasher é coisa séria mesmo fazendo brincadeira.
É bom ter você como amigo/a!
http://www.tropicasher.com.br/

LAST_UPDATED2
 

Banners

Banner


Guper, website, sistemas web e mídias sociais