-   -  Saturday 31st of July 2021 -  www.kaluach.org

Quem esta on-line

Nós temos 32 visitantes online

Facebook Friends

Connect with Facebook
Home Convidados Sheikh Ahmad Adwan: "Deus deu a terra de Israel para os judeus"
Adicione no Facebook Adicione no MySpace Siganos no Twitter Veja os videos no Youtube
Sheikh Ahmad Adwan: "Deus deu a terra de Israel para os judeus" PDF Imprimir E-mail
Escrito por Paulinho Rosenbaum   
Qui, 06 de Fevereiro de 2014 02:08
AddThis Social Bookmark Button

Um Sheikh jordaniano reconheceu os direitos dos judeus na Terra Santa, com base em fontes islâmicas. Evidentemente, inúmeras fontes islâmicas clássicas reconhecem os direitos de Israel na Terra Santa e o apego judaico ao Monte do Templo.

Sheikh Ahmad Adwan, um estudioso muçulmano que vive na Jordânia, reconheceu o direito histórico de Israel para viver na Terra Santa, na sua página pessoal do Facebook, de acordo com várias fontes de mídia árabes que foram traduzidos para o Inglês em Sábios de Sião do blog.  "Eu digo a aqueles que distorcem seu livro do Senhor, o Alcorão:
De onde vocês tiraram o nome de Palestina, vocês são mentirosos, são malditos, quando Allah já é chamado "A Terra Santa" e legou-o aos filhos de Israel até o Dia do Juízo Final, "o Sheikh afirmou.
"Não existe tal coisa como" Palestina "no Corão. Sua demanda para a terra de Israel é uma falsidade e constitui um ataque contra o Corão, os judeus e as suas terras. Portanto, você não terá sucesso, e Deus vai deixar você e humilhá-lo, porque Deus é o único que irá protegê-los (ou seja, os judeus) ".
O xeque acrescentou palavras duras nas relações de abusos de direitos humanos no seio da Autoridade Palestina: "Os palestinos são os assassinos de crianças, idosos e mulheres.Eles atacam os judeus e, em seguida, eles usam aqueles (crianças, idosos e mulheres) como escudos humanos e se esconder atrás deles, sem piedade para os seus filhos como se não fossem seus próprios filhos, a fim de contar a opinião pública de que os judeus a intenção de matá-los. "
"Este é exatamente o que eu vi com meus próprios olhos na década de 70, quando eles atacaram o exército jordaniano, que abrigou e protegeu. Em vez de agradecer a ele (o exército jordaniano), trouxeram seus filhos para a frente (face) do exército jordaniano, a fim de fazer o mundo acreditar que o exército mata seus filhos ", declarou o xeque. "Este é o seu hábito e costume, a sua crueldade, terem corações de pedras em relação aos seus filhos, e sua mentindo para a opinião pública, a fim de obter o seu apoio."
Suporte islâmico para Israel pertencer ao povo judeu
De acordo com Robert Spencer, escrevendo no Middle East Forum, Sheikh Ahmad Adwan não está sozinho em suas opiniões. Ele é apoiado por fontes muçulmanas clássicas.Imam britânica Sheikh Muhammad Al-Husseini afirmou: "Você vai encontrar muito claramente que os comentaristas tradicionais do século oitavo e nono em diante têm uniformemente interpretado o Corão para dizer explicitamente que  Eretz Israel foi dada por Deus ao povo judeu como um aliança perpétua. Não há reconvenção islâmico para a Terra em qualquer lugar do corpus tradicional de comentário. "
Spencer cita que Hussaini baseia seu argumento sobre o Alcorão 5:21, em que Moisés declara: ". Ó povo meu, entra na Terra Santa que D'us prescreveu para você, e não voltar atrás em seus traços, para virar sobre perdedores" Ele em seguida, refere-se ao comentarista clássico Alcorão Muhammad ibn Jarir at-Tabari (838-923), que explica que esta afirmação é "uma narrativa de Deus ..., que a palavra de Moisés ... à sua comunidade, entre os filhos de Israel e sua ordem para eles de acordo com a ordem de Deus para ele, ordenando-lhes para entrar na terra santa ".
Fontes religiosas muçulmanas clássicas também reconhecem o direito judeu a Jerusalém e afirmam que a mesquita de Al Aqsa está localizado exatamente onde o Templo do Rei Salomão costumava existir. David Barnett, escrevendo para o Centro de Gloria: Global Research em Relações Internacionais, afirmou que Abu Jafar Muhammad al-Tabari, que narrou a conquista muçulmana do século VII de Jerusalém, escreveu que um dia, quando Umar terminou de orar, ele foi para o lugar onde " os romanos sepultado no Templo [ Bayt al-Maqdis ] no momento dos filhos de Israel ". Além disso, o historiador do século XI Muhammad Ibn Ahmad al-Maqdisi e século XIV erudito religioso iraniano Hamdallah al-Mustawfi reconheceu que a al-Aqsa foi construído em cima do Templo de Salomão. "
Fonte: Jerusalem online, texto em Inglês com tradução automatica do google e possives erros de concordancia.
LAST_UPDATED2
 

Banners

Banner


Guper, website, sistemas web e mídias sociais