-   -  Tuesday 22nd of June 2021 -  www.kaluach.org

Quem esta on-line

Nós temos 17 visitantes online

Facebook Friends

Connect with Facebook
Home Porções da Semana Shemot (Êxodo) Parashá da Semana: ITRÓ - Os 10 "Mandamentos".
Adicione no Facebook Adicione no MySpace Siganos no Twitter Veja os videos no Youtube
Parashá da Semana: ITRÓ - Os 10 "Mandamentos". PDF Imprimir E-mail
Escrito por Paulinho Rosenbaum   
Dom, 08 de Fevereiro de 2009 19:20
AddThis Social Bookmark Button

Esta Parashá relata o encontro do Povo Judeu com D-us ao sopé do Monte Sinai, onde lhe foi apresentado o Decálogo (Dez "Mandamentos") em duas tábuas de safira. Não por acaso esta porção,  recebeu o nome do converso, Itró, sogro de Moisés, que havia praticado todo tipo de idolatria, mas ao ouvir os milagres e prodígios que Hashem operou ao bem do povo judeu, converte-se ao Judaísmo.

Isto é uma mostra da universalidade da Torá: suas prescrições quanto ao recebimento de seus Mandamentos, tanto para judeus quanto para os não judeus, são precisas e eternas, justas e consagradas. Ser judeu não implica somente em nascer judeu, mas em receber sobre si a responsabilidade do cumprimento dos preceitos da Torá e o compromisso em transmiti-las a outros judeus e à próxima geração.

A Torá não é somente o livro de leis, normas de conduta, história e fé dos judeus, mas o próprio Mapa da Criação. Diz o Talmud, que o Eterno esboçou o plano do universo escrevendo-o sob a forma de uma Torá (Orientação), codificando dentro dela a vida de todos os seres humanos desde o primeiro até o último homem.

 

O total de mandamentos que incumbe o povo judeu como um todo é 613. Aos que não são judeus cabe cuidar dos Sete Mandamentos dos Filhos de Noé, como explicaremos adiante.

Adicionalmente a estes 613 mandamentos, que incluem hábitos alimentares, atitudes morais e cívicas, relações patrão-empregado, comportamento na guerra, contratos conjugais e herança, até e contatos mais diretos com a alma e com D-us, somam-se as leis rabínicas, como estão descritas no Talmud, que foi compilado na antiga Babilônia e em Israel, entre os séculos 2 e 6 da Era Comum

A Torá propriamente dita foi revelada por D-us a Moisés no dia 7 de Sivan de 2448 da Criação do Mundo, data que os judeus celebram hoje como Shavuot.

Os Dez Mandamentos, melhor dito, o Decálogo, é o primeiro contato feito por D-us com todo um povo – os judeus, pois Ele já havia feito contatos com indivíduos isolados, como Abrahão, Isaac e Jacob.

Aos pés do Monte Sinai, logo ao deixarem o jugo do faraó, os judeus comprometem-se a cuidar os 613 estatutos da Tora durante todas as gerações, seja em Israel, sua pátria nacional e espiritual e onde quer que estejam, respeitando os povos que os acolheram, sem perder sua identidade, e compartilhando sua mensagem com estes povos por meio de Sete Regras Divinas fundamentais, que o Talmud chama de Sete Mandamentos dos Filhos de Noé.

Uma organização mundial sediada em Pittsburgh, USA, se encarrega de difundir estes valores, que podem ser apreciados em inglês no site www.asknoah.org Conta a tradição judaica, que D-us ditou aos judeus somente os dois primeiros dos Dez Mandamentos, deixando os demais e o restante da Torá aos encargos de Moisés, pois a Voz Divina era de uma energia tão intensa ao revelá-los que as almas dos judeus despegavam-se dos corpos, ansiando por unir-se a Ele.

Por este motivo, os judeus pedirama a Moisés que ele, e não o Altíssimo, continuasse a revelar a Torá. É por isto que a própria Torá diz: “Torá Tsivá Lanu Moshé” – Moisés nos ordenou a Torá. Isto se explica de acordo à numerologia judaica: O valor numérico da palavra Torá em hebraicoות, é 611. Ou seja, 611 mandamentos foram ditos por Moisés. Somando-se aos outros dois ditos pelo próprio D-us, temos 613 mandamentos, que perfazem o total dos mandamentos da Torá, dos quais podemos cumprir menos de um terço em nossos dias, pois a maior parte deles só pode ser observada em Israel, quando existe um Templo Sagrado em Jerusalém.

Moisés teve muito desgosto quando soube que o Eterno não permitiria que ele entrasse em Israel, pois desejava cumprir todos os estatutos da Torá que ensinou aos judeus durante os quarenta anos que estiveram juntos no deserto do Sinai – e sabia, que eles só poderiam ser cumpridos na sua totalidade na terra da Israel, após a construção do Templo, primeira tarefa à qual se entregaria Moisés.

Poder cumprir todos os 613 Mandamentos como um povo unido, e livre do jugo das nações, na Terra de Israel, num mundo povoado por Bnei Noach, vivendo em paz e serenidade, é o anseio milenar do povo judeu pela vinda do Mashiach (Messias).

APOIO: VINHOS GUEFEN

 

LAST_UPDATED2
 

Banners

Banner


Guper, website, sistemas web e mídias sociais