-   -  Tuesday 22nd of June 2021 -  www.kaluach.org

Quem esta on-line

Nós temos 8 visitantes online

Facebook Friends

Connect with Facebook
Home Porções da Semana Vaicrá (Levítico) Parashá da Semana: SHEMINI
Adicione no Facebook Adicione no MySpace Siganos no Twitter Veja os videos no Youtube
Parashá da Semana: SHEMINI PDF Imprimir E-mail
Escrito por Paulinho Rosenbaum   
Seg, 13 de Abril de 2009 19:17
AddThis Social Bookmark Button

CASHER, O ESPIRITUALMENTE CORRETO!

Pois é gente, quando o Povo Judeu estava em trânsito no Deserto do Sinai, surgiu um apelo eco-espiritual para que nossa Neshamá (alma) que recebera a Torá Divina - passando a se conectar diretamente com a Vontade de Hashem - evitasse consumir qualquer coisa que rasteje pelo chão ou suba pelas paredes. O povo judeu se alimenta de animais espiritualmente corretos.

Como o que comemos se transforma no sangue que corre em nossas veias e este
serve de suporte a nossa neshamá (alma), ficou patente que nosso sangue deve
se contituir de material saudável física e espiritualmente.

Quanto á saúde física, a Medicina e as dietas holísticas tem muito o que
dizer, existindo hoje em dia farta literatura e seminários a respeito.

Quanto ao plano espiritual, a Torá, em especial a parashá desta semana,
SHEMINI, se concentra em nos revelar tudo aquilo que é nescessario para a
saúde espiritual do nosso corpo, a começar pelos animais que podemos
ingerir.

  • Do reino mamífero, podemos ingerir tudo o que rumina e tem o casco fendido.
  • Do reino das aves, não podemos comer todas as aves mencionadas nesta
    parashá, a maioria delas aves de rapina ou predadoras. Ficamos então com
    aves tipo galinha, pato, ganso, etc. Em Israel também se come cordorna.
  • Do reino do mar, podemos comer todos os peixes que possuem escamas e
    nadadeiras. As Sinagogas no Brasil costumam ter uma lista destes peixes.
  • Do mundo réptil não podemos ingerir nada. Ainda bem: já imaginou o tamanho
    do micro-ondas para requentar uma coxinha de Brontossauro?
  • Do mundo dos insetos nada é casher (apropriado) para o consumo, exceto um tipo
    de gafanhoto chamado Chagav que os judeus do Yemen comiam, por ser casher.
  • Todos os vegetais e minerais são casher.

- Seu Tropicasher, acho esse papo de casher é porque não tinha geladeira no
Deserto, por isso Moshé rabeinu regulou essa animalzada toda para a rapeize...

- Bem observado, nobre leitor, não fosse o fato da Halachá (Lei da Torá), permitir ao Judeu comer
qualquer animal proíbido (até os nossos dias) nos seguintes casos:

· Quando se cruza um Deserto.
· Quando se está numa Guerra
· Quando a escassez de comida pode perigar a vida

Ora, o Povo Judeu estava no Deserto do Sinai, constantemente atacado por
povos que queriam ver nossa caveira, e não raro não tinham o que comer,
sendo salvos pelo gongo quando Hashem fez brotar o Maná do Céu.

Portanto, era justamente nessa ocasião que Moshé podia permitir a um Yehudi 
comer não-casher, o que bota por terra o argumento que casher = asséptico.

Além do mais, para que raios Moshé rabeinu ia se arriscar proibindo a um
batalhão de escravos famintos um montão de comida que ele nunca podia saber
o gosto porque nunca comeu, nem a gente podia saber o que era porque nunca
viu, nem podia ter aprendido dos egípcios porque eram vegetarianos?

Comida casher também tem que ser boa para o corpo, mas na verdade, é para a alma.

Por isso sempre vale a pena se esforçar um pouco mais e comer casher.

Hoje graças a D-us temos muitos restaurantes e mercearias com produtos casher.

A satisfação de cumprir mais uma mitsvá é imediata e a recompensa é eterna.

Manggia casher.. que te fá benne al alma!!

 

 

 

 

 

LAST_UPDATED2
 

Banners

Banner


Guper, website, sistemas web e mídias sociais