-   -  Saturday 19th of June 2021 -  www.kaluach.org

Quem esta on-line

Nós temos 27 visitantes online

Facebook Friends

Connect with Facebook
Home Porções da Semana Bamidbar (Números) Parashá da Semana: Kôrach
Adicione no Facebook Adicione no MySpace Siganos no Twitter Veja os videos no Youtube
Parashá da Semana: Kôrach PDF Imprimir E-mail
Escrito por Paulinho Rosenbaum   
Qui, 25 de Junho de 2009 03:46
AddThis Social Bookmark Button

A LUTA PELO PODER: VOCÊ SABE "'COM QUEM" VOCÊ ESTÁ FALANDO?

Nesta parashá Moisés tem que descascar um segundo abacaxi consecutivo por conta da falta de tato da liderança judaica da época. O primeiro foi quando os 12 príncipes das tribos foram enviados a Israel para fazer um reporte sério a Moisés e estimular o povo a entrar na terra de queixo erguido; o segundo aparece nesta parashá, na figura de Korah (Coré), ricaço e membro da tribo de Levi, que não havia sido escravizado no Egito e que desafiou Moisés, dizendo que queria ser cohen no lugar do cohen.

 

Korach juntou em torno de si uma massa formada por primogênitos de todas as tribos e alguns assessores para assuntos que nunca deviam te-lo assessorado. E foram reclamar com Moisés.

- Moisés, que papo é esse de se achar mestre de todo o povo judeu se todos no povo são Santos?

[pitaco Tropicasher: a pergunta de Korach só valeria naquele tempo porque hoje tem judeus que torcem para outros times, mas isto é já outra história...]

Moisés respondeu que decerto toda a nação israelita tem a missão de se santificar, que isto se faz por meio do estudo da Torá Divina e do cumprimento das Mitsvót (mandamentos) e que a sua escolha para transmitir esta Torá ao povo havia sido do próprio D-us, estupefato por um cara VIP como Korach querer VIPar-se além do necessário. Além de não terem sido escravos, os levitas tinham a missão sagrada de carregar o Mishkan (tabernáculo) no Deserto. Moisés tentou chamá-los à razão, mas não adiantou.

A ORIGEM DO DUELO DE FAROESTE ESTÁ NA TORÁ.

Como Korach havia desafiado Moisés de modo mui petulante, este, não querendo fazer-lhe mal algum e ainda por cima querendo lhe dar a chance de voltar atrás e evitar um mal maior, pediu para que todos dormissem com o problema e que no dia seguinte tentariam vencer a disputa. Ambos deveriam trazer um sacrificio e D-us decidiria quem leva a liderança do povo judeu no deserto, como se isso fosse algum tipo de prêmio, já que o próprio Moisés chegou a pedir a D-us que colocasse outro em seu lugar, porque o nível de stress a que os judeus o haviam levado era suficente para qualquer um querer se atirar no fundo do Nilo.

O dia amanhece e Korach, além de não voltar atrás, caminha bufante com seus 250 seguidores até o local do sacrificio. No final das conta, noves fora, a terra de abre debaixo dessa turba e os engole com tudo o mais que lhes pertence. Diante disso D-us adverte o povo de Israel para que párem de testá-Lo, pois isso não traz bem algum. Quando alguém, como Moisés, é aclamado lider por merecimento, e faz tin-tim por tin-tim todo o necessário para o bem e somente para o bem da população, não era hora nem lugar de colocar sua liderança à prova. Quem sucede Moisés? Seus filhos? Seus chapas? Não! Josué o sucede, por ser o mais capaz de levar adiante a causa judaica e por ser capaz de liderar os judeus na sua entrada em Israel após 210 anos de exílio no Egito mais 40 de vagação pelo Deserto do Sinai.

Existem lideres bons para tempos de paz e aqueles bons para tempos de guerra.

Moisés foi o melhor lider possível para tempos de Torá.

Não é à toa que ela é chamada de Torát Moshé ou "A Lei de Moisés".

Saudações Tropicasher.

 

 

 

 

LAST_UPDATED2
 

Banners

Banner


Guper, website, sistemas web e mídias sociais