-   -  Saturday 19th of June 2021 -  www.kaluach.org

Quem esta on-line

Nós temos 26 visitantes online

Facebook Friends

Connect with Facebook
Nitsavim PDF Imprimir E-mail
Escrito por Paulinho Rosenbaum   
Ter, 08 de Setembro de 2009 17:02
AddThis Social Bookmark Button


 

A TÔNICA DE ROSH HASHANÁ

 

 

 

- Aí, garção, para mim com limão espremido e duas de gêlo, please. Sem rum.

Como assim, "espremido e duas de gêlo", afável leitor?

- Seu Tropicasher, vocês não escreveram lá em cima "A Tônica de Rosh Hashaná?"

Sim, escrevemos, mas não se trata disto e sim da tônica no sentido do sentido geral da coisa.

Esta parashá nos pede para fazer Teshuvá, isto é, emendarmos nosso caminho de acordo com a vontade de Hashem e que isto não é nada de outro mundo, nem é preciso esticar aos mãos aos Céus para alcançar altos segredos Divinos e nem atravessar oceanos para buscar sabedoria e ação:

"Porque isto está bem perto de ti, para fazê-lo com o coração e com a bôca"

O judaísmo prima pela ação. O que importa é a Mitsvá que a gente faz, mais que a intenção. Mas esta intenção tem que ter um início. Este início é a vontade de estar perto de Hashem, de praticar o bem, de crescer espiritualmente, de ter um ano novo melhor. Esta vontade nasce no coração, que está dentro e perto da gente. Mais perto impossível.

Daí a gente vê que D-us não de nós exige malabarismos religiosos ou rituais complexos.

Pois a partir da vontade do coração tem de seguir uma ação. E a primeira ação deve ser o compromisso com nossa alma. Este compromisso se faz por intermédio da reza, de uma palavra amiga que dizemos a alguém, de um perdão que pedimos ou que concedemos.

Fazemos isto com nossa fala, que além de pacificar-nos com o próximo é usada para a recitação de um Kidush no Shabat, de Festas etc... Até o casamento judaico é consagrado pelo processo da fala: o noivo coloca o anel no dedo indicador da noiva e diz: "Com este anel você está consagrada... etc"

Sentir e falar são coisas que fazemos o tempo todo.

Nesta parashá Hashem instrui Moisés para que diga ao povo judeu que tudo o que Ele quer é que direcionemos para o Bem aquilo que está mais perto e acessível a nós: nossos sentimentos e nossa fala.

O resto é bico. Só Mitsvá fácil. Quer ver?

Depois de Iom Kipur, o dia do ano que usamos mais o coração e a fala, vem Sucot e Simchát Torá, para festejar, comer, beber, confraternizar, dançar, cantar, se alegrar, embelezar a vida e ficar de bem com o futuro. Agora sim, pode servir a Tônica. Para mim misturada com suco de maracujá, please. Tropicasher.

Shaná Tová!

 

curiosidade: Água tónica é um refrigerante que originalmente continha apenas soda e quinina.

A agua tónica contem até 85 mg/l de quinina, que foi inicialmente adicionada como sendo um composto com efeitos benéficos contra a malária. Contudo hoje em dia a água tónica contêm uma quantidade insignificante de quinina em termos médicos e é somente usada pelo seu sabor (amargo). É ,consequentemente, menos desagradável e também frequentemente adocicada. Alguns produtores também produzem água tónica diet.

A água tónica é muito usada como uma bebida de mistura para cocktails, especialmente os que são feitos com gin (por exemplo gin tónico). A água tónica com adição de limão ou lima é conhecida como bitter lemon, " pina de limão" ou bitter lime, respectivamente.

A água tónica fica fluorescente se colocada sob luz ultravioleta por causa da presença da quinina.

 

LAST_UPDATED2
 

Banners

Banner


Guper, website, sistemas web e mídias sociais