-   -  Saturday 19th of June 2021 -  www.kaluach.org

Quem esta on-line

Nós temos 25 visitantes online

Facebook Friends

Connect with Facebook
Home Porções da Semana Devarim (Deuteronômio) ZÓT HABRACHÁ - o derradeiro discurso de Moisés na Torá
Adicione no Facebook Adicione no MySpace Siganos no Twitter Veja os videos no Youtube
ZÓT HABRACHÁ - o derradeiro discurso de Moisés na Torá PDF Imprimir E-mail
Escrito por Paulinho Rosenbaum   
Qua, 15 de Setembro de 2010 00:12
AddThis Social Bookmark Button

A FORÇA FAZ A UNIÃO

Constantemente somos requisitados para dar uma forcinha aqui, uma forcinha ali, seja ajudando a empurrar o carro para ver se pega no tranco, seja emprestando um objeto pessoal ou dinheiro ao próximo, seja para completar minian justo na hora do jogo, seja para apoiar Israel.

A parashá desta semana fecha o ciclo anual da Torá trazendo um grande segredo para o sucesso pessoal, comunitário e nacional do povo judeu:   "Vayehi beYeshurun melech, behitassef rashei Am, yachad Shivtei Israel". (Haverá um Rei em Israel, quando nossos lideres estiverem reunidos e as Tribos de Israel estiverem unidas).

O Rei aqui é tanto Hashem, Rei do Universo, quanto Mashiach, Rei de Israel.

 

Mas qual seria a ordem certa neste passuk (versículo)?

1. O Rei chega antes e traz a tal de união dos líderes e do nosso povo?

2. Ou a gente aprende a conviver juntos e causa a chegada do tão esperado Rei?

De acôrdo com o Rabi Maharal de Praga, nós é que temos de dar uma força antes.

A reunião dos nossos líderes, com os mesmos sonhos e acenando alegres para a galera (ao invés de cada um ir na TV em separado dizer o que lhe canta na moringa em nome de toda a comunidade) só será possível quando tivermos o senso de um só organismo, com todos os órgãos funcionando em harmonia.

Os líderes vão atrás das nescessidades da comunidade.

Se as diferentes comunidades dão uma força umas às outras, os líderes não ficarão para trás e embalar-se-ão no mesmo ritmo.

O Maharal de Praga indica a Tsedacá como o melhor meio de aproximar pessoas,  comunidades e líderes.   Quando uma pessoa ajuda a outra, nessa hora se tornam um só organismo.

O Talmud diz que a gente deve ajudar primeiro os parentes, depois os pobres da nossa comunidade, os pobres de Israel e só depois os pobres de outros países.

Assim também se desenvolve o corpo humano: uma célula se subvidide em células idênticas e só depois começa a diferenciação. No final deste processo, um organismo hiper-complexo está formado, mas todas as células tem o mesmo DNA.

O DNA do Povo Judeu é a Torá.   Lá está codificada a fonte da nossa existência como povo e como indivíduos.   Como nas células e nos tecidos do corpo, existe sempre um elemento de ligação.

A Tsedacá é um elemento que coliga todas as células do Povo Judeu.

DNA neste caso significaria:  "Dê Naches Aospobres"

Uma boa sugestão para começar o ano novo judaico é dar uma força às organizações listadas no nosso Mitsvódromo, além das já conhecidas Ten Yad e UNIBES.

A força faz a união.   A união das Tribos de Israel faz a reunião das nossas lideranças.

A reunião dos líderes nos traz mais perto do Rei (Hashem) e este traz o Rei (Maschiach) mais perto de nós.

Força, pessoal!

 

LAST_UPDATED2
 

Banners

Banner


Guper, website, sistemas web e mídias sociais