LAG BAOMER!! Imprimir
Escrito por Paulinho Rosenbaum   
Sex, 23 de Abril de 2010 02:25
AddThis Social Bookmark Button

No dia 18 de Yiar contamos 33 dias do Ômer, representados em Hebraico pelas letras Lamed e Guimel, que formam a sigla LA"G e cujo valor numérico é 33. Daí o nome de Lag Baômer.

Em 5775 (2015) cai de Quarta para Quinta 07/05.

É um dia de festa, que interrompe o luto observado até este dia por causa da epidemia que matou os 24 mil alunos de Rabi Akiva.

Neste dia faleceu Rabi Shimon bar Iochai, que não morreu na epidemia e foi aluno de Rabi Akiva.

Bar Iochai escreveu o Zohar, livro base da Cabalá, a parte oculta da Torá.

Aqueles 24 mil sábios pareciam muito com alguns ortodoxos de hoje que ostentam barba, chapéu e capota, sabem pouco de Torá, mas sabem fazer discursos que arrebatam "óóóhs" da platéia e gordas doações, mas que são fracos de espírito. Alguns são até contra Israel e o Sionismo.

 

Hashem é mais rigoroso com os Tsadikim (justos) do que com leigos, por isso os castiga veementemente quando passam por cima de uma lei da Torá.

— Então não estudo mais Torá, assim não levo na cabeça.

— Ledo equívoco. Isso é o mesmo que dizer que não vai à escola para não ser reprovado nos exames, ou que não trabalha para não ser despedido. A Torá é o veículo de evolução espiritual do Judeu nesse mundo. O que estudamos e praticamos aqui, colhemos no Mundo Vindouro.

O "castigo" é uma espécie de favor que Hashem faz para o Tsadik, fechando a conta para ele neste mundo. Assim ele recebe na íntegra todo o benefício que Hashem reserva a ele no Mundo Vindouro (Olam Habá).

Se você vê que uma pessoa não se esforça para evoluir espiritualmente, melhorar sua conduta, se aproximar de Hashem, e esta pessoa vive no bem bom, isto pode ser mau sinal.

HaShem pode estar dando a ela o seu Mundo Vindouro aqui neste mundo.

Rabi Shimon Bar Iochai viveu a sua vida estudando Torá, cumprindo mitsvót e boas ações.

Por isso, decretou que no dia de sua morte (Yurtzeit em Ídish e Hilulá em Hebraico) os judeus deveriam cantar e dançar, para que saibam que se uma pessoa leva uma vida dedicada a HaShem, sua morte não é um separação deste mundo, mas uma junção ao Mundo Espiritual, onde HaShem se revela e tudo se sabe.

"LAG" é uma sigla de duas letras em Hebraico (L"G):

"Lamed" - cujo valor numérico é 30,

"Guimel" - cujo valor numérico é 3.

Então o valor numérico de LA"G = 33.

* Lamed também é a letra que designa o LIMUD (estudo) da Torá.

* Guimel também é a letra que designa o GUEMUL (recompensa).

LAMED + GUIMEL (LIMUD + GUEMUL) = LA"G (33)

HsShem recompensa quem estuda Torá.

Isso foi o que Rabi Shimon Bar Iochai quis dizer quando pediu para a gente cair na onda em Lag Baomer, dia de sua Hilulá (Yurzeit).

Costumes de Lag BaOmer:

* Fazer fogueira e assar uns cacarecos casher comíveis na fogueira, com a rapaziada em volta entoando cantigas hebraicas.

* Brincar de arco e flecha. O arco representa a Torá, e a flecha, as mitsvót.

 

SAMBÃO TROPICASHER DE LAG BAÔMER:

(de Elisheva Oren)

Hoje é dia de Rabi Shimon Bar Iochai (4x)

Saudades deste Tsadik, puro da cabeça aos pés...

Tesouro, você vale ouro...

Agradeço Hashem porque te fez...

Hoje é dia de Rabi Shimon Bar Iochai (2x)

eu disse... Hoje é dia de Rabi Shimon Bar Iochai (4x)

ESTE TROPICASHER É DEDICADO A RABI SHIMON BAR IOCHAI

 

 

LAST_UPDATED2